Pesquisa personalizada

Pesquisar este blog

Mostrando postagens com marcador peliculas de guerra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador peliculas de guerra. Mostrar todas as postagens

13 de set de 2010

equipamentos de visão noturna

notur2Os equipamentos de visão noturna captam a luz ambiente (do sol, da lua ou luz infra-vermelha) pelas lentes frontais. Esta luz, que é formada por prótons passa por um tubo fotocatodo que transforma os prótons em elétrons. Esses elétrons são amplificados para um número muito maior através de processos físicos e químicos. Os elétrons são hurled contra uma tela de fósforo pela qual você vê a imagem formada. A imagem observada é agora uma recriação amplificada e verde da cena que você está observando. Visão noturna natural - Na retina dos seres vivos existe uma substância denominada rodopsina que se encarrega de perceber mínimas intensidades de luz.Os humanos necessitam expor-se pelo menos a 30 minutos na obscuridade para optimizar sua visão noturna, mesmo assim muito limitada, porque não percebem ondas de luz vermelhas cujos comprimentos de onda que superem os 780 nanômetros. Por outro lado, animais como os gatos, cachorros e veados apresentam melhor visão noturna, porque possuem uma estrutura chamada "tapetum"' atrás dos olhos que refletem a luz para melhorar a sua habilidade.
Portanto, sua visão equivale a um amplificador de luz de primeira ou de segunda geração. Sensibilidade térmica natural - Algumas serpentes podem perceber diferentes intensidades de calor provenientes de corpos e a distância da emissão, por meio de um sistema termosensível existente na extremidade frontal, que seria um sistema de visão sem usar os olhos. Se desconhece o alcance deste sistema térmico para criar imagens no cérebro destas serpentes.
PRIMEIRA, SEGUNDA, TERCEIRA E QUARTA GERAÇÃO
Um equipamento de visão noturna pode ser da primeira, segunda, terceira ou quarta geração. Cada geração utiliza um tipo de tubo intensificador de luz diferente. Esse tubo é o coração e a alma dos equipamentos de visão noturna.
Primeira Geração é atualmente o tipo de visão noturna mais popular e usado no mundo. Utilizando os princípios básicos descritos acima, os equipamentos desta geração podem amplificar a luz existente centenas de vezes, permitindo a você enxergar claramente no escuro. Estes equipamentos geram imagens nítidas e brilho a baixo custo, esteja você navegando, observando a natureza ou protegendo a sua casa. Você notará o seguinte olhando para um equipamento da primeira geração:
• Uma slight high-pitched brilha quando o equipamento está ligado..
• A imagem talvez fique borrada nos cantos. Isso é conhecido como distorção geométrica.
• Quando você desliga o equipamento, ele poderá brilhar a luz verde por alguns momentos.
• Essas características são da primeira geração e são normais.
Segunda Geração é usada principalmente para aplicações profissionais e para o cumprimento da lei. Isso porque o custo de um aparelho dessa geração varia entre 500 a 1000 dólares a mais que um da primeira geração. A principal diferença entre essas duas gerações é a adição de um MCP (micro-channel plate). O MCP trabalha como um amplificador de elétrons e está localizado atrás do fotocatodo. O MCP consiste em milhões de pequenos tubos de vidro paralelos. Quando os elétrons passam pelos tubos, milhares de novos elétrons são liberados. Este processo permite que os equipamentos da segunda geração ampliem a luz muitas mais vezes que os da primeira geração, gerando uma imagem mais brilhante e nítida.
Terceira  Geraçao Pela adição de um produto químico sensível, o gallium arsenide, no fotocatodo, um nova imagem se forma, mais brilhantes e nítidas que as imagens da segunda geração. Um filme barrador de íons também é adicionado ao equipamento, para aumentar o tempo de vida do tubo. Esta geração permite ótimas imagens em pouca luz.
Quarta Geração  / Tubos Gated Filmless:
A quarta geração representa a maior evolução tecnológica em intensificação e estimulação de imagens nos últimos 10 anos. Removendo o filme barrador de íons e o "Gating", os equipamentos da quarta geração demonstra aumentos significativos no alcance de detecção e na resolução, particularmente em níveis extremos de baixa luminosidade.
O uso da tecnologia sem fio e da fonte de energia auto-gated nos intensificadores de imagem da quarta geração resultaram em:
• Mais de 100% de melhora na photoresponse.
Melhora na performance em situações extremas de baixa luminosidade.
Pelo menos triplo melhor nível de resolução.
Com avanços significativos no nível de contraste e performance em todas as condições de luz, a quarta geração representa o top de linha em performance dos aparelhos de visão noturna.
A Geração 4 melhora a eficácia operacional para usuários militares. O MCP permite uma melhor relação sinal-ruído que a geração 3, resultando numa imagem de melhor qualidade em condições de baixa-luminosidade. A fonte de energia permite uma melhora na resolução da imagem em condições de alta-luminosidade, e o halo reduzido minimiza a interferência do brilho de fontes de luz. Essas melhoras também aumentam significavelmente o campo de detecção desses aparelhos.
A GERAÇÃO 4 NÃO ESTÁ DISPONÍVEL PARA EXPORTAÇÃO ( EUA ).
Os intensificadores XD-4 tem performance extremamente boa em todas as condições de ambiente. Sua sensibilidade espectral larga assegura que uma imagem perfeita é obtida em qualquer ambiente que o usuário estiver (folhagem, na água, neve, deserto, pedra, etc...) ou condições de luz (alta ou baixa luminosidade).
Os parâmetros da performance dos intensificadores de imagem XD-4 estão listados na tabela abaixo. Os destaques dos intensificadores são os SNR típicos de 24m a definição de 64lp/mm e os MTF elevados em freqüências baixas e intermediárias. Este último dá a imagem mais contraste.
Os tubos XD-4 podem equipar quaisquer construções mecânicas, o que significa que os usuários tem a oportunidade de aumentar a performance de um equipamento existente de visão noturna com um intensificador XD-4.
Equipamento de espionagem

A primeira coisa que você provavelmente pensa quando vê as palavras "visão noturna" é um filme de espiões ou de ação que você tenha visto, no qual alguém coloca um par de óculos de visão noturna para encontrar outra pessoa em um prédio escuro em uma noite sem luar. E você pode ter se perguntado "isso realmente funciona de verdade, é possível enxergar no escuro?"
A resposta é sim, definitivamente. Com o equipamento de visão noturna apropriado, você pode ver uma pessoa a mais de 180 metros de distância em uma noite nublada e sem luar. A visão noturna pode funcionar de duas maneiras bem diferentes, dependendo da tecnologia utilizada.
• Otimização da imagem: funciona através da coleta das minúsculas porções de luz, incluindo a porção inferior do espectro luminoso infravermelho que está presente, mas é imperceptível para nossos olhos. Amplificando-a, podemos facilmente observar a imagem.
• Imagem térmica: esta tecnologia opera por meio da captura da porção superior do espectro luminoso infravermelho, emitido na forma de calor pelos objetos e não simplesmente refletido como luz. Objetos mais quentes, como corpos aquecidos, emitem essa luz com mais intensidade do que árvores ou edifícios, por exemplo.
Os princípios básicos
Para entender a visão noturna, é importante compreender um pouco sobre a luz. A quantidade de energia de uma onda luminosa está relacionada ao seu comprimento de onda (comprimentos de onda mais curtos possuem maior energia). Na luz visível, o violeta possui mais energia e o vermelho possui menos. Próximo do espectro da luz visível se encontra o espectro infravermelho.

principios1
A luz infravermelha constitui uma pequena parte do espectro luminoso A luz infravermelha pode ser dividida em três categorias: • infravermelho próximo (IV próximo): mais próximo da luz visível, o IV próximo possui comprimentos de onda que alcançam de 0,7 a 1,3 mícrons ou de 700 a 1.300 bilionésimos de metro; • infravermelho médio (IV médio): o IV médio possui comprimentos de onda que vão de 1,3 a 3 mícrons. Tanto o IV próximo quanto o IV médio são usados por uma variedade de dispositivos eletrônicos, incluindo os controles remotos;
• infravermelho térmico (IV térmico): ocupando a maior parte do espectro infravermelho, o IV térmico possui comprimentos de onda na faixa de 3 até mais de 30 mícrons.
A diferença fundamental entre o IV térmico e os outros dois é que o IV térmico é emitido por um objeto em vez de ser refletido por ele. A luz infravermelha é emitida por um objeto devido ao que acontece no nível atômico.
Átomos
Os átomos estão em constante movimento. Eles vibram, movimentam-se e giram de forma contínua. Até os átomos que formam as cadeiras em que estamos sentados estão se movimentando. Os sólidos, na verdade, estão em movimento! Os átomos podem estar em diferentes estados de excitação. Em outras palavras, eles têm energias diferentes. Se aplicarmos muita energia a um átomo, ele poderá deixar o que é chamado de nível de energia do estado fundamental e se mover para um nível excitado. O nível de excitação depende da quantidade de energia aplicada ao átomo por meio de calor, luz ou eletricidade.
Um átomo consiste em um núcleo (que contém os prótons e os nêutrons) e uma nuvem de elétrons. Pense nessa nuvem de elétrons como se estivessem em volta do núcleo em órbitas diferentes. Apesar das visões mais modernas do átomo não ilustrarem as órbitas distintas dos elétrons, pode ser útil pensar nessas órbitas como os diferentes níveis de energia do átomo. Ou seja, se aplicarmos uma quantidade de calor a um átomo, podemos esperar que alguns dos elétrons nos orbitais de menor energia transportem-se para orbitais de maior energia mais distantes do núcleo.
Assim que um elétron se move para um orbital de maior energia, pode ser que ele queira voltar para o estado fundamental. Quando isso acontece, ele libera essa energia como um fóton, que é uma partícula de luz. É possível ver átomos liberando energia em forma de fótons o tempo todo. Por exemplo, quando a resistência de uma torradeira fica vermelha. Essa cor é causada por átomos que, excitados pelo calor, liberam fótons vermelhos. Um elétron excitado possui mais energia do que um elétron não-excitado e, assim que o elétron absorve uma quantidade de energia para atingir o nível excitado, ele pode liberá-la para retornar ao estado fundamental. A energia emitida está na forma de fótons (energia luminosa). O fóton emitido tem um comprimento de onda (cor) muito específico, que depende do estado da energia do elétron quando o fóton é liberado.
Qualquer ser vivo usa energia, da mesma forma que muitas coisas inanimadas, como motores e foguetes. O consumo de energia gera calor. O calor, por sua vez, faz com que os átomos de um objeto liberem fótons no espectro infravermelho térmico. Quanto mais quente o objeto, menor o comprimento de onda do fóton infravermelho que ele libera. Um objeto que esteja muito quente irá começar a emitir fótons no espectro visível, com um brilho vermelho que muda para o laranja, amarelo, azul e até mesmo branco. Não deixe de ler Como funcionam as lâmpadas, Como funciona o laser e Como funciona a luz para informações mais detalhadas sobre a emissão de luz e fótons.
Na visão noturna, a geração de imagens térmicas aproveita essa emissão infravermelha.
Geração de imagens térmicas
Aqui está como funciona a geração de imagens térmicas:
1. Uma lente especial focaliza a luz infravermelha emitida por todos os objetos no campo de visão.

2. A luz focalizada é varrida por um conjunto de fase de elementos detectores de infravermelho. Os elementos detectores criam um padrão de temperatura bastante detalhado chamado termograma. Leva somente um trigésimo de segundo para o conjunto detector obter a informação de temperatura para fazer o termograma. Essa informação é obtida a partir de milhares de pontos diferentes no campo de visão do conjunto detector.
3. O termograma criado pelos elementos detectores é traduzido em impulsos elétricos.

4. Os impulsos são enviados para uma unidade de processamento do sinal, uma placa de circuitos com um chip que traduz a informação dos elementos em dados para o mostrador.

5. A unidade de processamento do sinal envia a informação para o mostrador, onde aparece em diversas cores dependendo da intensidade da emissão do infravermelho. A combinação de todos os impulsos de todos os elementos cria a imagem.

notur4
Dispositivos de geração de imagens térmicas  - A maioria dos dispositivos de geração de imagens térmicas faz uma varredura em uma proporção de 30 vezes por segundo. Eles podem reconhecer temperaturas na faixa de -20 a 2000ºC e podem detectar normalmente mudanças de temperatura de cerca de 0,2°C.  Há dois tipos comuns de dispositivos de geração de imagens térmicas:  • não-resfriado: é o tipo mais comum de dispositivo de geração de imagens térmicas. Os elementos detectores de infravermelho localizam-se em uma unidade que opera à temperatura ambiente. Esse tipo de sistema é completamente silencioso, ativado de imediato e possui uma bateria embutida;  • resfriado criogenicamente: mais caro e mais suscetível a danos em condições extremas de uso, esse sistema possui os elementos vedados no interior de um recipiente refrigerado a menos de 0ºC. A vantagem desse sistema é a incrível resolução e sensibilidade que resultam do resfriamento dos elementos. Os sistemas resfriados criogenicamente podem "enxergar" uma diferença tão pequena quanto 0,1°C a mais de 300 metros de distância, o que é suficiente para informar se uma pessoa está segurando uma arma.
Apesar da geração de imagens térmicas ser excelente para a detecção de pessoas ou para trabalhar quase que na mais completa escuridão, a maioria dos equipamentos de visão noturna usa a tecnologia de otimização da imagem.

Otimização da imagem
A tecnologia de otimização da imagem é a mais comum. Os sistemas de otimização da imagem são chamados,normalmente, de dispositivos de visão noturna (NVD, em inglês). Os NVDs baseiam-se em um tubo especial chamado de tubo intensificador de imagem para coletar e amplificar a luz infravermelha e visível.

otimiza
Aqui está como funciona a otimização de imagens: 1. Uma lente convencional, chamada de lente objetiva, captura a luz ambiente e um pouco de luz infravermelha. 2. A luz recolhida é enviada para o tubo intensificador de imagem. Na maioria dos NVDs, a alimentação de energia do tubo intensificador de imagem é feita através de duas baterias N-Cell ou "AA". O tubo gera uma alta-voltagem de cerca de 5 mil volts para os componentes do tubo de imagem. 3. O tubo intensificador de imagem possui um fotocátodo que é usado para converter os fótons da energia luminosa em elétrons.

4. À medida que os elétrons passam pelo tubo, elétrons similares são liberados dos átomos no tubo, multiplicando o número original de elétrons por milhares de vezes através do uso de uma placa de microcanais (MCP, em inglês) no tubo. Uma MCP é um minúsculo disco de vidro que possui milhões de furos microscópicos (microcanais), feitos usando tecnologia de fibra óptica. A MCP  localiza-se em um vácuo e possui eletrodos metálicos de cada lado do disco. Cada canal é cerca de 45 vezes mais longo do que sua largura e funciona como um multiplicador de elétrons.
Quando os elétrons do fotocátodo atingem o primeiro eletrodo da MCP, são acelerados nos microcanais do vidro por pulsos de 5 mil V enviados entre o par de eletrodos. À medida que os elétrons passam pelos microcanais, fazem com que milhares de outros elétrons sejam liberados em cada canal usando um processo chamado emissão secundária em cascata. Basicamente, os elétrons originais colidem com a lateral do canal, excitando os átomos e provocando a liberação de outros elétrons. Esses novos elétrons também colidem com outros átomos, criando uma reação em cadeia que resulta em milhares de elétrons saindo do canal onde somente alguns poucos entraram. Um fato interessante é que os microcanais na MCP são criados em um pequeno ângulo (cerca de 5 a 8 graus de inclinação) para impulsionar as colisões dos elétrons e reduzir a retroalimentação de íons e luz direta do fósforo no lado da saída.
5. Na extremidade do tubo intensificador de imagem, os elétrons atingem uma tela revestida de fósforo. Esses elétrons mantêm suas posições em relação ao canal que atravessaram, o que fornece uma imagem perfeita desde que eles permaneçam no mesmo alinhamento dos fótons originais. A energia dos elétrons faz com que o fósforo atinja um estado excitado e libere fótons. O fósforo cria a imagem verde na tela, que caracteriza a visão noturna.
6. A imagem de fósforo verde é visualizada através de outra lente, chamada lente ocular, permitindo ampliar e focalizar a imagem. O NVD pode ser conectado a um mostrador eletrônico, como um monitor, ou a imagem pode ser vista diretamente através da lente ocular.
Gerações
Os NVDs existem há mais de 40 anos. Eles são classificados por geração. Cada mudança substancial na tecnologia do NVD estabelece uma nova geração.

• Geração 0: sistema de visão noturna original criado pelo Exército dos Estados Unidos e usado na Segunda Guerra Mundial e na Guerra da Coréia. Esses NVDs usam infravermelho ativo. Isso significa que uma unidade de projeção, chamada Iluminador IV, é conectada ao NVD. A unidade projeta um feixe de luz infravermelha próxima, similar ao facho de uma lanterna normal. Invisível a olho nu, esse facho se reflete em objetos e volta para a lente do NVD. Esses sistemas usam um ânodo em conjunto com o cátodo para acelerar os elétrons. O problema dessa abordagem é que a aceleração dos elétrons distorce a imagem e diminui muito a vida do tubo. Outro grande problema com essa tecnologia em seu uso militar original é que ela foi copiada rapidamente por nações hostis, o que permitiu que os soldados inimigos usassem seus próprios NVDs para ver o feixe infravermelho projetado pelo dispositivo.
• Geração 1: a geração seguinte de NVDs deixou de lado o infravermelho ativo e passou a usar o infravermelho passivo. Chamado antigamente de Starlight (luz das estrelas) pelo Exército dos EUA, esses NVDs usam a luz natural fornecida pela lua e pelas estrelas para aumentar as quantidades normais de infravermelho refletidas pelo ambiente. Isso significa que eles não requerem uma fonte de luz infravermelha projetada. Também significa que eles não funcionam muito bem em noites nubladas ou sem luar. Os NVDs da Geração 1 usam a mesma tecnologia de tubo intensificador de imagem da Geração 0, com cátodo e ânodo, de modo que a distorção da imagem e a curta vida útil do tubo ainda eram um problema.
• Geração 2: grandes otimizações nos tubos intensificadores de imagem resultaram nos NVDs da Geração 2. Eles oferecem uma resolução e desempenho otimizados em relação aos dispositivos da Geração 1 e são consideravelmente mais confiáveis. O maior ganho da Geração 2 é a capacidade de enxergar em condições de iluminação extremamente baixas, como uma noite sem luar. Essa sensibilidade aumentada se deve ao acréscimo da placa de microcanais ao tubo intensificador de imagem. Como a MCP na verdade aumenta o número de elétrons em vez de apenas acelerar os originais, as imagens são significativamente menos distorcidas e mais brilhantes do que as dos NVDs da geração anterior.
• Geração 3: a Geração 3 é usada atualmente pelos militares dos EUA. Apesar de não apresentarem mudanças substanciais na tecnologia de base em relação à Geração 2, esses NVDs possuem resolução e sensibilidade ainda melhores. Isso ocorre porque o fotocátodo é feito usando arsenieto de gálio, muito eficaz na conversão de fótons em elétrons. Além disso, a MCP é revestida por uma barreira de íons que aumenta muito a vida útil do tubo.
• Geração 4: o que é conhecido como Geração 4 ou tecnologia "sem película e controlada" mostra uma otimização global significativa em ambientes de baixo e alto nível de iluminação.
A remoção da barreira de íons da MCP que havia sido acrescentada na tecnologia da Geração 3 reduz o ruído de fundo e, portanto, melhora a proporção entre o sinal e o ruído. Na verdade, remover a película de íons permite que mais elétrons atinjam o estágio de amplificação, de modo que as imagens são significativamente menos distorcidas e mais brilhantes.

O acréscimo de um sistema de alimentação de energia com controle automático permite que a voltagem do fotocátodo ligue e desligue rapidamente, possibilitando que o NVD responda instantaneamente a uma flutuação das condições de iluminação. Essa capacidade é um avanço crítico nos sistemas NVD, pois permite que seu usuário mude rapidamente de ambientes de alta iluminação para outros com pouca luz (ou vice-versa) sem qualquer oscilação. Por exemplo, considere a onipresente cena de cinema em que um agente usando óculos de visão noturna é "cegado" quando alguém acende uma luz nas proximidades. Com o novo recurso de alimentação controlada, a mudança na iluminação não teria o mesmo impacto: o NVD otimizado responderia imediatamente à mudança de iluminação.

Muitas das chamadas lunetas de visão noturna "baratas" usam a tecnologia da Geração 0 ou Geração 1 e podem ser decepcionantes se você espera obter a mesma sensibilidade dos dispositivos usados por profissionais. Os NVDs das gerações 2, 3 e 4 geralmente são caros, mas duram muito se forem manuseados de modo apropriado. Além disso, qualquer NVD pode se beneficiar do uso de um Iluminador IV em áreas muito escuras onde quase não há luz ambiente para captar.

Os NVDs são fabricados em uma variedade de estilos, incluindo aqueles que podem ser instalados em câmeras
Algo legal a fazer é observar se todos os tubos intensificadores de imagem comercializados passam por testes rigorosos para ver se atendem às exigências estabelecidas pelos militares. Os tubos aprovados são classificados como MILSPEC (de especificação militar). Os tubos que falham em atender as exigências militares em qualquer categoria são classificados como COMSPEC (de especificação comercial).
O equipamento
O equipamento de visão noturna pode ser dividido em três categorias gerais:
• lunetas: normalmente portáteis ou acopladas a uma arma, as lunetas são monoculares (para um olho). Como as lunetas são portáteis, não são usadas como óculos, sendo boas para quando você quiser dar uma olhada em um objeto específico e retornar em seguida às condições normais de visualização.
óculos: embora os óculos possam ser portáteis, são geralmente usados na cabeça. Os óculos são binoculares e podem ter uma única lente ou lente estéreo, dependendo do modelo. São excelentes para visualização constante, como para se deslocar em um prédio escuro.
câmeras: as câmeras com tecnologia de visão noturna podem enviar a imagem para um monitor, para exibição, ou para um videocassete, para gravação. As câmeras são utilizadas quando a capacidade de visão noturna é desejada em um local permanente, como um edifício ou como parte do equipamento em um helicóptero. Muitas das filmadoras mais recentes possuem visão noturna embutida.
Aplicações
As aplicações mais comuns da visão noturna incluem:
• militar
• policiamento
• caça
• observação da vida selvagem
• vigilância
• segurança
• navegação
• detecção de objetos ocultos
• entretenimento
A finalidade original da visão noturna era localizar alvos inimigos à noite. Ela ainda é bastante usada pelos militares para essa finalidade, assim como para a navegação, vigilância e localização de alvos. Com freqüência, a polícia e as forças de segurança usam a tecnologia de geração de imagens térmicas e otimização da imagem, principalmente para a vigilância. Caçadores e entusiastas da natureza usam NVDs para se deslocarem no meio da mata à noite.
Detetives e investigadores particulares usam a visão noturna para observar pessoas que precisam ser rastreadas. Muitas empresas possuem câmeras instaladas permanentemente e equipadas com visão noturna para monitorar os arredores.
Uma capacidade realmente surpreendente da geração de imagens térmicas é que ela revela se uma área foi revolvida: ela pode indicar se o solo foi escavado para enterrar alguma coisa, mesmo que não exista nenhum indício evidente a olho nu. A polícia tem usado esse recurso para descobrir itens que foram escondidos por criminosos, incluindo dinheiro, drogas e corpos. Além disso, a geração de imagens térmicas pode identificar mudanças recentes em áreas como paredes, fornecendo pistas importantes em muitos casos.
Muitas pessoas estão começando a descobrir o mundo fascinante que pode ser descoberto após o escurecer. Se você costuma ir acampar ou caçar, os dispositivos de visão noturna podem surpreendê-lo. Basta ter certeza do tipo adequado às suas necessidades.

Luger P-08

luger1A Luger foi aprimorada e patenteada por George Luger a partir de um projeto inicial de Hugo Borchardt, de 1893, e começou a ser produzida a partir de 1900 pela fábrica alemã Deutsche Waffen-und Munitionsfabriken (DWM). O primeiro exército a usar a Luger foi o Suíço, mas depois muitos outros países adotaram o projeto, gerando assim a produção de cerca de dois milhões de unidades, em cerca de 35 modelos diferentes. Um desses modelos é justamente a Pistole 08.
A P-08 foi o modelo adotado pelo Exército Alemão em 1908 (sacou o porquê do 08 no nome?) e produzido pela Mauser, uma das maiores fabricantes de armas alemã. Era conhecida por ser bem precisa, de fácil mira e manuseio e bem fabricada, além de ser bem robusta e resistênte ao uso. Seu único defeito significativo era o custo de produção demasiadamente alto, o que justificou sua substituição gradual pela Walter P-38 a partir de 1938 e o fim de sua produção em 1942, o que a transformou em um valorizado souvenir de guerra. Até hoje a Luger P-08 é bastante valorizada por colecionadores. E pode apostar que eu queria MUITO uma dessas. Algum dia ainda vou dar um jeito de ter uma...
Especificações da Pistole P 08 (Luger)
Cartucho: Parabellum 9mm
Comprimento: 222mm
Comprimento do cano: 103mm
Peso: 0,877kg
Velocidade inicial do projétil: 381m/s
Pente: 8 cartuchos
Alcance aproximado: 50m


Souvenir


Pistola Luger P08 foi uma antiga pistola fabricada na Alemanha. Foi considerada como o maior souvenir da Segunda Guerra Mundial. Esta pistola foi adotada pelo exército alemão em 1908 (daí o nome P08) e dois milhões de unidades foram fabricadas entre 1914 e 1918. Sua verdadeira definição técnica era P08 Parabellum-Pistole (Pistola Parabellum), termo oriundo do latim


História


A Luger teve suas origens em um projeto inicial de Hugo Borchardt em 1893. Mais tarde foi patenteada por George Luger que a aprimorou e desenvolveu para produção em série. A arma acabaria levando seu nome até o final. A produção inicial foi feita pela fabricante de armas Deutsche Waffen-und Munitionsfabriken (DWM), apartir de 1900. Estima-se que foram produzidas em torno de 35 versões diferentes, por diversos fabricantes.


Utilização


luger2A Marinha Alemã(na época Germânica) faria a primeira encomenda em 1904 (seguindo-se outras em 1906 e 1908), seguida pelo Exército em 1908 No entanto, os alemães acabaram criando variações específicas para cada força armada, devido ao emprego que previam para essas armas. A Luger foi popular durante a Primeira Guerra Mundial utilizada principalmente pela infantaria do Exército Alemão, inicialmente utilizava calibre 7.65x22mm Parabellum, apartir da qual seria modificada para 9x19mm Parabellum, sendo desenvolvido um novo cartucho. Esta conjugava perfeitamente precisão velocidade e poder de parada. Junto do já mencionado 7,65mm Luger, estes seriam os dois únicos calibres empregados pela Luger ao longo de sua história. Este modelo de cartucho (9mm) seria no futuro padrão para a maioria das pistolas automáticas que viriam a ser fabricadas.
luger3Apesar das restrições impostas pelo Tratado de Versalhes, em relação a derrota da Alemanha, a pistola continuou a ser fabricada, quer no interior da fronteira com a Alemanha ou em linhas de produção no resto da Europa. Como pistola militar, a Luger não justificava a reputação que granjeou. É elegante, boa de manusear e atira com precisão, mas sofre de várias limitações para ser considerada uma boa arma militar. Sua manufatura é bastante dispendiosa. O mecanismo tem muitas peças miúdas que requerem usinagem e montagem cuidadosas, e as molas têm de ser fabricadas com certo cuidado. O sistema de culatra articulável é sensível às variações da potência do cartucho, o que pode emperrar o funcionamento da arma. Lama, poeira, gelo e neve também provocam enguiços, e uma vez que o mecanismo não é coberto, nada impede que esses agentes penetrem nele.
Quando posta de lado com a sua sucessora, a Walther P38, não há dúvida sobre qual seja uma melhor pistola para uso militar. Mesmo assim foram fabricadas algo em torno de quatro milhões de unidades desta arma, e até hoje os colecionadores pagam altos preços por um exemplar em bom estado


Serviço em Portugal


luger4O Exército Português tornou-se num dos primeiros exércitos do mundo a dispor de uma pistola automática como arma regulamentar ao adotar a Luger de calibre 7,65 mm e cano de 120 mm em 1908, dando-lhe a denominação oficial de Pistola 7,5 mm m/1908. Em 1909 Marinha Portuguesa também adoptou a Luger, mas de calibre 9 mm e cano de 100 mm, dando-lhe a denominação oficial de Pistola Parabellum m/910. Em 1912, a Marinha voltou a receber uma nova remessa de pistolas Luger com algumas alterações em relação às de 1909, que receberam a denominação Pistola Parabellum m/912. Em 1935 foi a vez da Guarda Nacional Republicana ser equipada com pistolas Luger 7,65 mm. O Exército Português voltou a reequipar-se com pistolas Luger a partir de 1941, mas desta vez com calibre 9 mm e cano de 100 mm, denominadas Pistola 9 mm Parabellum m/943. Estas pistolas serviram como arma de serviço dos oficiais do Exército até 1961, quando foram substituídas pela Walther P38. Parte das pistolas remanescentes, foram então distribuídas aos apontadores de lança granadas-foguete e morteiro das unidades em combate na Guerra do Ultramar, para disporem de uma arma de defesa próxima.

2 de set de 2010

vaga-lumes

lumes ou pirilampos são insetos das famílias Elateridae, Fengodidae ou Lampyridae muito conhecidos por sua bioluminescência, isto é, sua capacidade de produzir e emitir luz. Essas espécies são dotadas de órgãos fosforescentes na parte inferior de seus segmentos abdominais, responsáveis pelas emissões luminosas.

A bioluminescência é causada pela transformação da energia química em energia luminosa. Esse processo, chamado de "oxidação biológica", permite que a energia luminosa seja produzida sem que haja a produção de calor. Esse processo ocorre da seguinte maneira: uma molécula de luciferina é oxidada, formando uma molécula de oxiluciferina; quando essa molécula perde sua energia, emite a luz.

Esses insetos possuem total controle sobre a emissão de luz, uma vez que o tecido que provoca essa emissão é ligado à traquéia e ao cérebro do vaga-lume. O inseto usa sua bioluminescência para chamar a atenção de seu parceiro ou parceira, por isso, essa habilidade é muito importante no processo de reprodução dessas espécies. Nesse sentido, a iluminação artificial das cidades, que é mais forte, anula a bioluminescência dos vaga-lumes, afetando diretamente o seu processo de reprodução.

29 de jul de 2010

Primeira reportagem sobre virus de computador

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=tVAe9eSHBQQ&feature=related

30 de mai de 2010

Inversão Térmica

Este fenômeno climático ocorre principalmente nos grandes centros urbanos, regiões onde o nível de poluição é muito elevado. A inversão térmica ocorre quando há uma mudança abrupta de temperatura devido à inversão das camadas de ar frias e quentes.
Como ocorre a Inversão Térmica

A camada de ar fria, por ser mais pesada, acaba descendo e ficando numa região próxima a superfície terrestre, retendo os poluentes. O ar quente, por ser mais leve, fica numa camada superior, impedindo a dispersão dos poluentes.

Este fenômeno climático pode ocorrer em qualquer dia do ano, porém é no inverno que ele é mais comum. Nesta época do ano as chuvas são raras, dificultando ainda mais a dispersão dos poluentes, sendo que o problema se agrava.

Nas grandes cidades, podemos observar no horizonte, a olho nu, uma camada de cor cinza formada pelos poluentes. Estes são resultado da queima de combustíveis fósseis derivados do petróleo (gasolina e diesel principalmente) pelos automóveis e caminhões. 
Problemas de Saúde
Este fenômeno afeta diretamente a saúde das pessoas, principalmente das crianças, provocando doenças respiratórias, cansaço entre outros problemas de saúde. Pessoas que possuem doenças como, por exemplo, bronquite e asma são as mais afetadas com esta situação.
Soluções
Soluções para estes problemas estão ligados diretamente à adoção de politicas ambientais eficientes que visem diminuir o nível de poluição do ar nos grandes centros urbanos. A substituição de combustíveis fósseis por biocombustíveis ou energia elétrica poderia reduzir significativamente este problema. Campanhas públicas conscientizando as pessoas sobre a necessidade de trocar o transporte individual (particular) pelo transporte público (ônibus e metrô) também ajudaria a amenizar o problema. A fiscalização nas regiões onde ocorrem queimadas irregulares também contibuiria neste sentido

Energia Nuclear

Energia Nuclear
O que é, produção, átomos, usinas nucleares, geração de energia, bombas nucleares, urânio

A energia nuclear é aquela liberada através do núcleo dos átomos. Como sabemos, todos materiais do nosso planeta são constituídos por minúsculas partes conhecidas como moléculas. Estas moléculas, por sua vez, são formadas por átomos. 
Entendento a Energia Nuclear 
Os átomos são formados por núcleo e elétrons, que são orbitais, ou seja, gravitam em torno do núcleo. As partículas que formam o núcleo são unidas por uma força de atração. Quando uma energia externa é aplicada, o núcleo do átomo é desintegrado, liberando calor e radiação. O urânio, em função de suas características químicas, é o elemento utilizado para a geração de energia nuclear nas usinas atômicas.

Atualmente, vários países possuem
usinas nucleares que produzem energia. Esta energia é considerada limpa, pois não polui o meio ambiente, porém o lixo radioativo deve ser armazenado em locais adequados, seguindo diversas normas rígidas de segurança. O Brasil, por exemplo, possui três usinas nucleares (uma está inativa) na cidade de Angra dos Reis (Rio de Janeiro). O grande problema das usinas nucleares é que devem ser tomadas diversas medidas de segurança, pois em caso de acidente, as conseqüências para o homem e meio ambiente são trágicas e extremas.

A energia nuclear também é utilizada para a fabricação de bombas nucleares. Vários países do mundo possuem esta
tecnologia, sendo que Estados Unidos e a Rússia possuem os maiores arsenais nucleares do mundo. O poder de devastação destas bombas é enorme. Além de provocar a morte de grandes quantidades de pessoas e causar grande destruição material, provocam diversos tipos de doenças nos sobreviventes, entre elas o câncer. No final da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), os Estados Unidos lançaram bombas deste tipo nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, causando grande destruição e milhares de mortes.
Curiosidade: 
- O primeiro fenômeno nuclear ocorreu em 1896. O pesquisador H Becquerel descobriu a emissão de radioatividade pelo urânio.

5 de mai de 2010

YouTube poderá permitir que usuários cobrem

YouTube poderá permitir que usuários cobrem

O serviço de aluguel de filmes no Youtube, que ainda não está disponível no Brasil, poderá incluir vídeos publicados por usuários. O diretor de produto do site, Hunter Walk, afirmou que o site permitirá que qualquer pessoa cobre uma taxa para que os usuários assistam a seus vídeos como em uma espécie de aluguel.

O Youtube criou há algum tempo um programa que permite que os usuários dos vídeos mais populares no site recebam um determinado valor pela visualização. O Youtube Partnership Program faz com que os profissionais do Youtube selecionem os vídeos e acrescentem publicidade, gerando receita para o seu criador.

A nova iniciativa permite cobrar diretamente os usuários, evitando usar a publicidade. Não foram reveladas mais informações sobre o funcionamento do serviço como, por exemplo, se apenas profissionais podem fazer uso do aluguel de filmes ou se qualquer usuário poderá publicar no site.

FONTE: http://g1.globo.com/tecnologia-e-games/noticia/2010/05/youtube-podera-permitir-que-usuarios-cobrem-por-seus-videos.html

1 de mai de 2010

homens islandes tem o menor risco de morte prematura

AIDS, tabagismo e obesidade estão a inverter os progressos realizados no sentido de ajudar as pessoas vivem mais no mundo, com o agravamento das taxas de mortalidade nos últimos 20 anos em 37 países, disseram pesquisadores na quinta-feira.
Um ventilador Islândia mensagens durante Europeia seus homens do grupo B do Campeonato de Handebol partida contra a Sérvia em Linz 19 de janeiro de 2010. REUTERS / Ognen Teofilovski

Eles encontraram os homens islandesa tem o menor risco de morte prematura, enquanto as mulheres do cipriota. Alguns países ricos como os Estados Unidos ea Grã-Bretanha teve relativamente pouco, segundo a pesquisa.
Na maioria dos lugares, os homens têm o dobro da taxa de mortalidade relativa das mulheres, o Dr. Christopher Murray, da Universidade de Washington em Seattle, e colegas relataram na revista médica The Lancet.
"Mundialmente, a inversão em 1990 a tendência da mortalidade adulta é provavelmente um resultado da pandemia de HIV e aumento acentuado da mortalidade de adultos nos países da antiga União Soviética", escreveram os pesquisadores.
"Um dos padrões mais marcantes é o rápido declínio da mortalidade de mulheres adultas no sul da Ásia, em 1970, esta foi a região com maior risco de mortalidade do sexo feminino e em 2010 (o risco de morrer antes dos 60 anos) caiu 56 por cento ".
Murray e colegas usaram uma fórmula complexa para calcular a probabilidade de que alguém com 15 anos morrerão antes de atingirem 60 anos. Eles acreditam que seu método pinta um retrato mais preciso do que os métodos utilizados pelas Nações Unidas, e pode ser usado para comparar países com populações de diferentes idades.
Nos 40 anos desde 1970, eles descobriram, o risco de mortalidade dos adultos caíram 34 por cento entre as mulheres e 19 por cento nos homens a nível mundial.
INVERSÃO PROGRESS
Mas alguns lugares teve notável inversão na hierarquia, incluindo a antiga União Soviética. Rússia caiu de 43 lugar para a mortalidade de mulheres em 1970 para 121.
"A pesquisa mostra que entre os países, a desigualdade na mortalidade do adulto tem crescido ao ponto de onde os homens adultos da Suazilândia - o país com a pior taxa de mortalidade - têm agora uma probabilidade de morte prematura, que é nove vezes a taxa de mortalidade da melhor país , de Chipre ", equipe de Murray escreveu.
Os Estados Unidos, onde 60 por cento dos adultos estão com sobrepeso ou obesos, caiu na classificação geral, a partir de 34 no mundo em mortalidade feminina e 41 na mortalidade masculina em 1990, para 49 mulheres e 45 para os homens em 2010 - atrás do Chile, Tunísia e Albânia.
Mas as taxas de mortalidade caiu 50 por cento durante o mesmo tempo na Coréia do Sul.
De Murray disse que queria estudar a mortalidade de adultos a nível mundial, porque tanto destaque vai para ajudar as crianças muito jovens sobreviver.
"Todo ano, mais de 7,7 milhões crianças morrem antes do seu quinto aniversário, no entanto, mais de três vezes o número de adultos - quase 24 milhões - morre sob a idade de 60 anos", escreveu o grupo.
"A prevenção da morte prematura de adultos é tão importante para a política de saúde globais como a melhoria da sobrevivência infantil."
Segundo a Organização das Nações Unidas, 8,8 milhões de crianças menores de 5 anos morreram em 2008.
http://www.newsdaily.com/stories/tre63s638-us-deaths-world/

21 de nov de 2009

editora murdoch declara guerra a google news

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:

EDITORIA: MURDOCH DICHIARA GUERRA A "GOOGLE NEWS"

 
Rupert Murdoch vuole bloccare l'accesso ai suoi siti web di informazione tramite il servizio Google News, l'aggregatore di notizie di Mountain View. Impegnato nella crociata di far pagare i contenuti del suo impero mediatico che va dai britannici Sun e Times, all'Australian e il New York Post. Murdoch intende replicare l'unico esempio di successo di sito pay, il suo Wall Street Journal forte di 356.000 abbonati. E' stato lo stesso Murdoch ad annunciare l'ulteriore passo alla sua Sky News Australia. (AGI)
 
(09 novembre 2009 ore 19.13)

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Recent Posts

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Marcadores

Postagens mais visitadas

+ procurados

Apple anunciou nesta terça-feira que mais de 3 bilhões de downloads Buscas pelo Air France 447 assumem nova estratégia Entidades se unem em Ubatuba para comemorar o Dia do Meio Ambiente Bloqueio de números de telefone Carros do Google Street View chegam a SP e RJ Esqueleto-robô dá força sobre-humana a soldados Bitucas de Cigarro viram Adubo Como fazer um gerador de energia solar Aplicativo de iPhone funciona como antiacne celular descartavel carros híbridos mais eficientes blackberry Melhores aplicativos empresas mais lembradas pelas pessoas Impressora que não precisa de tinta ou papel fixo para fixo gratis 5 minutos e o fim dos shoppings center Lentes de contato de células-tronco curam cegueira com menos de 2 horas no hospital Coisas que você não sabia do seu corpo Como é feito o plástico estes alimentos podem prolongar sua vida MP3 Player Philips Activia mantém ritmo de corrida 1 bilhão de aplicações Hacker ensina a desbloquear o PS3 Windows e processador Atom fazem robô andar iPad de 16 GB custará US$ 499 Lenovo anuncia smartbook com Snapdragon Fumaça Colorida Google lança celular Nexus One Rival Palm do iPhone recebe avaliações positivas Superbot: O Transformer da vida real mande um torpedo gratis Samsung também aposta no Atom N450 melhores celulares do mundo Invenções malucas TeleJogo - O primeiro vide-game Brasileiro MP3 players dirigir com a sua língua: Mimi Switch animais utilizados na guerra Óculos para esqui vêm com câmera de 5 MP embutida Apple anunciou nesta terça-feira que animal deaths FEBRE AMARELA Lista dos Famosos Inventores fatos cientificos Quem inventou o papel grindhouse gueera 1º Video Game do Mundo Charadas Matemáticas O lançador de granadas XM-25 vida sintética até o final de 2010 jãpão já está à venda seu pé é o melhor tenis o smartphone do Google peliculas de guerra exploração Bots SAUDE dicas orange a laranja irritante perguntas mais difíceis de responder Envie torpedos de graça Guia de Herpetofauna Medidas para controlar o mau hálito Nexus One laguerra piramide alimentar (food pyramid) um chupão pode te paralisar Primeiro homem curado da AIDS Sandália de papelão marte água LICENÇA DE PESCA Motorola Xoom Novo Signo Descobertogueera motorola atrix super-8 um chupão po Evite ser traido programas do governo rec6 tatuagens 3D tratamento calvice carteira de motorista gratis tutorial