Pesquisa personalizada

Pesquisar este blog

Mostrando postagens com marcador fixo para fixo gratis 5 minutos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fixo para fixo gratis 5 minutos. Mostrar todas as postagens

30 de nov de 2011

Conspiração do Chocolate.

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Conspiração do Chocolate.

Atenção chocólatras: aquecimento global pode fazer o doce acabarEstudo alerta sobre efeitos negativos da elevação das temperaturas nas principais regiões produtoras de cacau, como Gana e Costa do Marfim.São Paulo – Imagine ser privado da possibilidade de comer um chocolate no meio da tarde, quando bate aquele marasmo pós-almoço, ou ter que desembolsar um dinheiro alto para comprar uma barrinha do doce? O cenário, de causar arrepio em qualquer chocólatra confesso, pode se concretizar em um futuro não tão distante.
http://exame.abril.com.br/economia/meio-ambiente-e-energia/noticias/atencao-chocolatras-aquecimento-global-pode-fazer-o-doce-acabar

22 de nov de 2011

Serviço Secreto norte-americano. Secreto Mesmo?

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Serviço Secreto norte-americano. Secreto Mesmo?

Jornalista acha na rua relatório sobre itinerário de Obama na Austrália
CNN mostra cópia de documento com detalhes sobre viagem do presidente.
Relatório tem mapas, telefones e trajeto da limusine presidencial.
Foi uma semana difícil para os agentes do serviço secreto norte-americano responsáveis pela segurança pessoal do presidente Brack Obama. O último problema ocorreu durante a visita de Obama à Austrália.
A rede de TV dos Estados Unidos CNN mostrou uma cópia do itinerário de Obama em Camberra, a capital da Austrália, encontrada por um jornalista australiano no chão de uma rua da cidade. Não há informações sobre como o documento foi parar na rua.
O relatório tem mapas, endereços e telefones e inclui todos os detalhes dos trajetos da limusine presidencial.
O governo australiano não quis comentar o caso.
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/11/jornalista-acha-na-rua-relatorio-sobre-itinerario-de-obama-na-australia.html

perigoso evento climatico

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:


 o mais perigoso evento climatico

.
Especialistas em clima alertam que haverá clima extremo 'sem precedentes'
.
.
Cientistas internacionais e especialistas em desastres encontraram-se na África e tiveram uma mensagem nítida sexta-feira para os líderes políticos do mundo: Prepare-se para mais perigoso e extremo evento climatico sem precedentes causado pelo aquecimento global.
.
"Façam os preparativos", dizem eles, vai salvar vidas e dinheiro.
Estes especialistas temem que, sem preparação, extremos eventos climáticos poderam sobrecarregar alguns locais, fazendo com que alguns lugares sejam inabitáveis.
.
O vencedor do Prêmio Nobel Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima, divulgado um novo relatório especial sobre aquecimento global e condições climáticas extremas, após reunião em Kampala, Uganda. Esta é a primeira vez que o grupo de cientistas tem se concentrado sobre os perigos de eventos climáticos extremos, como ondas de calor, inundações, secas e tempestades. Esses são mais perigosos do que aumentos graduais na temperatura média do mundo.
.
As inundações na Tailândia e a seca no Texas poderia ser um sinal que muitas coisas estão por vir, alertam meteorologistas.
.
http://www.denverpost.com/nationworld/ci_19370627
.
http://www.thefiscaltimes.com/Articles/2011/11/18/AP-Climate-Experts-Warn-of-Unprecedented-Extreme-Weather.aspx#page1
.
============================
.
Agora só falta saber quando...

experimentos militares

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

  experimentos militares

10. VISÃO NOTURNA
A marinha estadunidense queria aperfeiçoar seus soldados e “instalar” neles uma visão noturna, que os ajudaria a enxergar raios infravermelhos durante a Segunda Guerra Mundial. No entanto, os nossos olhos não são capazes de captar esses sinais, pois não são tão sensíveis. Os cientistas da época sabiam que vitamina A melhorava a recepção de imagem nos olhos e então procuraram desenvolver uma vitamina alternativa para que seus soldados tivessem visão noturna. Alimentaram os voluntários com suplementos à base de fígado de peixe – depois de vários meses, a visão dessas pessoas começou a se modificar e alguns realmente conseguiram captar sinais infravermelos. Mas logo em seguida, outros cietistas desenvolveram os óculos de visão noturna e, mesmo tendo algum sucesso, a forma mais drástica de “ver melhor” foi pelo ralo.
9. VACINA DE PLUTÔNIO
Na mesma época do desenvolvimento da bomba atômica, o plutônio virou febre entre os cientistas. Eles queriam saber quais seriam os possíveis males causados pela substância. Os testes começaram dia 10 de abril de 1945, quando pesquisadores injetaram plutônio em uma vítima de acidente para ver quanto tempo demorava até que seu corpo se livrasse da substância radioativa. Esse foi apenas o primeiro de 400 experimentos com radiação. Estudos mais comuns incluiam análises da radiação no organismo, em diferentes doses, e possíveis tratamentos para o câncer.
8. DIRIGIR UM FOGUETE
Antes do homem ir para o espaço, ele dirigiu foguetes no chão. Cientistas da Nasa criaram projéteis que alcançavam a velocidade de 640 km/h – e, sim, não foram só os chimpanzés que os testaram (aliás, os macacos saíam dos testes, se não mortos, com sérios danos cerebrais). Foi em 1954 que o Coronel John Stapp, da Força Aérea, se submeteu ao teste. Ele alcançou a velocidade incrível de 1017 km/h, mas teve concussões, costelas quebradas, pulsos fraturados, perdeu alguns dentes e veias e seus dois olhos estouraram.
7. PORQUINHOS-DA-ÍNDIA PACIFISTAS
A maioria dos soldados não se apresentou para lutar contra vírus e bactérias mortais, mas 2300 adventistas do sétimo dia o fizeram. Em uma interpretação literal da Bíblia (“Tu não matarás”), os religiosos se candidataram para servir de cobaias, no lugar de porquinhos da índia, no desenvolvimento de vacinas contra armas biológicas. Ninguém morreu na chamada “operação casaco branco”, mas os adventistas passaram por desconforto, febres, calafrios e dores.

6. CAIR NA VELOCIDADE DO SOM
A Força Aérea queria descobrir como os pilotos poderiam sobreviver, caindo de grandes altitudes – como se estivessem saltando de um avião. A missão foi concedida ao Capitão Joseph Kittinger, que saltou várias vezes, cada vez quebrando recordes. A terceira vez que quebrou seu próprio recorde, ele saltou de 32 quilômetros de altura. A velocidade da queda foi tanta que ele quase quebrou a barreira do som: 988 quilômetros por hora (a velocidade do som é de 1224 km/h). Além disso, durante a queda, ele precisou suportar temperaturas extremas como 70 graus Celsius negativos!
5. ALUCINÓGENOS
Algumas drogas não têm apenas valor nas ruas, pelo menos era o que achavam alguns cientistas. O LSD, por exemplo, quase foi promovido a arma de guerra – já que, teoricamente, deixaria o inimigo tão doidão que ele não conseguiria lutar. De 1955 a 1972 alguns soldados fumaram, cheiraram e injetaram tudo o que aparecia de novidade. Foi cogitada a criação de uma artilharia de alucinógenos, que despejaria as substâncias nos inimigos, deixando-os sonolentos.
4. GÁS
Em 2002 foi revelado que, durante os anos 70, alguns integrantes da marinha americana receberam pulverização de gases “experimentais”. Na época, eles tinham como objetivo evitar a contaminação dos tripulantes dos navios com doenças, mas posteiormente começaram os experimentos que criariam o Gás Mostarda. Possíveis doenças causadas nos marinheiros daquela época, como diversos tipos de câncer, ainda estão sendo analisadas.
3. PERCEPÇÃO EXTRA SENSORIAL
Pessoas que dizem terem poderes psíquicos não têm muito crédito entre cientistas – o que não impediu o Pentágono de investir 20 milhões de dólares em pesquisas sobre o assunto. O objetivo era que os “superdotados” pudessem “ver” bunkers e outras estruturas militares dos inimigos à distância, descrevendo-as depois para os militares. O projeto foi cancelado depois de tentativas falhas.
2. GUERREIRO 24 HORAS
O sono pode ser o pior inimigo de um guerreiro, seja durante o dia ou a noite, já que batalhas não têm hora para acabar. Mas vários grupos militares tentaram mudar isso, distribuindo estimulantes entre seus soldados. Mais recentemente, uma droga que faria com que os militares ficassem acordados até 40 horas foi testada. Atualmente, os cientistas americanos estão desenvolvendo maneiras de manter o cérebro ativo com eletromagnetismo – se você está com sono, um pequeno choque logo resolve.
1. CONSTRUA SUA ARMADURA INTERIOR
Não estamos longe de ter soldados como o Wolverine, de X-Men. Cientistas buscam implantar nos militares qualidades encontradas em animais, como a resistência a altitudes de determinados tipos de pássaro e a capacidade de redirecionar o fluxo sanguíneo para regiões “não-críticas” do corpo durante o mergulho, como os leões-marinhos. O objetivo final é fazer com que os soldados sejam “a prova de morte”, contra qualquer tipo de condição: doenças infecciosas, armas radioativas, altitudes e temperaturas extremas e ambientes naturais perigosos. Exatamente como super-heróis mutantes. [Live Science]

17 de nov de 2011

Cera de ouvido

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Cera de ouvido

A cera que retiramos de forma errada do ouvido é produzida pelas glândulas ceruminosas que se localizam na parte externa do ouvido. Essas têm a função de proteger a pele do canal auditivo que é bastante fina e frágil contra possíveis microorganismos e ainda poeira e partículas de areia.

Também conhecida como cerume, a cera é composta por óleos, gorduras e enzimas. Ao contrário do que se pensa, a cera só deve ser removida do ouvido quando pode ser visualizada na orelha, ou seja, quando é expelida pelo ouvido. Infelizmente aprendemos desde pequenos a limpar o ouvido com hastes de algodão, o que é errado de se fazer, principalmente quando a haste é introduzida pelo canal, pois esse mau hábito empurra a cera já expelida e ainda a haste pode perfurar o tímpano e provocar problemas auditivos. A cera quando está cheia de pó de areia e poeira seca dentro da orelha e se solta com facilidade, tornando a limpeza ainda mais fácil.

Quando um indivíduo empurra a cera de volta para o canal auditivo ou ainda quando esta se acumula dentro do canal, é necessário que um especialista faça a remoção da mesma utilizando métodos apropriados para cada caso, como lavagem, aspirações ou ainda removendo com instrumentos adequados.

De forma correta, a limpeza do ouvido deve ser feita superficialmente e somente na parte externa do ouvido e na orelha. Se porventura houver um acidente e a perfuração do tímpano, deve-se procurar um médico imediatamente para que este faça o tratamento o quanto antes, dificultando assim o aparecimento de infecções.

29 de mai de 2011

Amamentar reduz estresse e câncer de mama

Amamentar reduz estresse e câncer de mama

Amamentar reduz risco de estresse e câncer de mama na mulher

Além de aumentar o vínculo entre mãe e filho, a amamentação também é saudável para a saúde da mulher

Amamentar é um dos maiores prazeres quando se tem um filho porque é um momento íntimo entre mãe e bebê. O leite materno, além de prevenir doenças de saúde na criança, também evita problemas como o estresse na mãe e o câncer de mama, dependendo da idade.

“A mulher poderia ficar estressada no começo da amamentação porque ainda precisa aprender a pegar no seio corretamente. Esse processo é chato. Mas a sensação de missão cumprida supera qualquer sentimento”, afirma Eduardo Souza, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz. Além disso, o fato de não precisar preparar o alimento da criança toda vez que ela sente fome deixa a mãe mais relaxada.

Os benefícios não param por aí. A amamentação também ajuda a combater o câncer de mama em algumas situações. Mas os exames de prevenção não devem ser abandonados. “Quando a mulher tem entre 18, 20 anos, ela está mais protegida da doença do que uma pessoa de 38. Quando a mãe é mais velha, ela tem outros hormônios e outros fatores de risco por isso é fundamental fazer exames de controle”, afirma.

Da revista Crescer
http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI11979-10585,00-AMAMENTAR+REDUZ+RISCO+DE+ESTRESSE+E+CANCER+DE+MAMA+NA+MULHER.html

Maratona de amamentação

Mães participam de 'maratona' de amamentação pelo mundo
Objetivo é esclarecer sobre os benefícios de dar de mamar.

Evento ocorre em meio a suspeitas causadas por leite chinês contaminado.

Veja as imagens deste evento no blog AMOR, ORDEM E PROGRESSO
http://amorordemeprogresso.blogspot.com/2008/10/mes-participam-de-maratona-de-amamentao.html
 

Tempo de amamentação dobra no Brasil

Média de aleitamento exclusivo subiu de 23,4 para 54,1 dias, mas continua longe dos 180 dias preconizados pela OMS

Pesquisa nacional considera dados de 118 mil bebês, a partir de entrevistas com mães feitas em 1999 e 2008; uso da chupeta caiu 15%

O tempo médio de aleitamento materno exclusivo no Brasil passou de 23,4 dias para 54,1 dias em nove anos, aponta a 2ª Pesquisa de Prevalência do Aleitamento Materno nas Capitais Brasileiras realizada pelo Ministério da Saúde e divulgada ontem durante a Semana Mundial de Amamentação.
O aleitamento não exclusivo também subiu, de 296 dias para 342 dias entre 1999 e 2008.
Apesar dos avanços, o país ainda está longe de atingir os indicadores adequados. A Organização Mundial da Saúde preconiza o aleitamento exclusivo até os seis meses de vida (180 dias) e o aleitamento parcial até os dois anos (730 dias).
A pesquisa foi realizada com entrevistas a mães nas capitais e mais 239 municípios em outubro de 2008, durante a Campanha Nacional de Vacinação. Os resultados consideram dados de cerca de 118 mil bebês.
O levantamento também registrou uma redução de 15% no uso da chupeta em crianças com menos de um ano, passando de 57,7% para 42,6%.
Além disso, pela primeira vez a pesquisa avaliou o uso da mamadeira -adotada por 58,4% das crianças. A maior frequência foi no Sudeste (63,8%) e a menor, no Norte (50%). 

Aleitamento e chupeta

... continuação ...
.
A pesquisa comprovou a relação entre chupeta e tempo de amamentação. Estados com índices maiores de aleitamento têm uso menor do acessório.
O Ministério da Saúde desestimula o uso da chupeta e da mamadeira e recomenda a opção por copo após os seis meses para não interferir na sucção.
Macapá possui a maior duração do aleitamento parcial (601,36 dias). E é a capital com menor percentual de bebês usando chupeta: apenas 19,8%.
São Paulo tem o menor tempo médio de amamentação parcial (292,82 dias), e 51,2% dos bebês usam chupeta. Porto Alegre está logo atrás no quesito amamentação parcial (299,82 dias) e ocupa o topo do ranking do acessório (59,5%).
A pediatra Elsa Giugliani, coordenadora da área técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, comemora os resultados, mas reconhece que há muito a fazer para que o Brasil alcance o padrão estabelecido para a amamentação.
Segundo Giugliani, a OMS considera "bom" o indicador de um país que tenha ao menos 80% das crianças com menos de seis meses em amamentação exclusiva -o Brasil tem 41% dos bebês nessas condições.
Com relação ao uso da chupeta, Giugliani afirma que a redução é um avanço. "Nascem quase três milhões de bebês por ano. Quase 400 mil deixaram de usar a chupeta."
Para a pediatra, a estratégia do Ministério da Saúde para aumentar o tempo de amamentação é investir na implantação total da Rede Amamenta Brasil, criada no ano passado e que tem como objetivo capacitar profissionais para auxiliar as mães durante o aleitamento. "Faltava uma política de aleitamento nas unidades básicas de saúde, onde efetivamente as mães são acompanhadas."
Roseli Sarni, pediatra, nutróloga e presidente do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Pediatria, considera os dados animadores, mesmo longe das metas. 
"Todo dado positivo sobre aleitamento é recebido com bons olhos. O desafio é descobrir por que as mães deixam de amamentar tão cedo e conscientizá-las", diz.
A enfermeira Maria Fernanda Dornaus, coordenadora de enfermagem da Unidade Neonatal do hospital Albert Einstein, concorda que o apoio às mães nos primeiros dias de amamentação é fundamental para melhorar os índices.
"A mãe precisa saber que o leite materno é fundamental para o desenvolvimento e crescimento da criança e que ele tem fatores imunológicos que protegem o bebê. Ela também precisa aprender como é feita a pega e a sucção. E os profissionais de saúde têm essa função."
.
Da Folha de São Paulo de 04/08/09 

Amamentar alinha cérebro da mãe com o do bebê

Amamentar pode “alinhar” cérebro da mãe com o do bebê
.
Pesquisa destaca que oferecer o peito à criança pode influenciar na criação de laços afetivos
.
A maioria das pesquisas sobre amamentação é focada nas vantagens que o leite traz para a saúde do bebê e, mais recentemente, nos benefícios fisiológicos e psicológicos para a mãe. Uma pesquisa recente destaca o mecanismo pelo qual oferecer o peito à criança pode influenciar na criação de laços afetivos: há indícios de que o cérebro da mãe que amamenta é especialmente receptivo aos sinais da criança. A pesquisadora Pilyoung Kim e seus colegas no Centro de Estudos da Criança, da Universidade Yale, usaram ressonância magnética funcional para escanear os cérebros de 20 mulheres expostas à imagem de seus bebês ou ao choro deles. Resultados do estudo feito três semanas depois do parto sugerem que mulheres que amamentam mostram maior excitação das áreas límbicas, do hipotálamo e do mesencéfalo – envolvidas com emoção e motivação – em comparação com mães que ofereciam mamadeira a seus filhos.
.
Os cientistas acreditam que essa diferença seja marcada pela oxitocina, um hormônio que vem recebendo muita atenção por seu papel nos elos sociais. Amamentar estimula a produção da substância, o que pode aumentar a atenção da mãe para seu bebê. Porém, três ou quatro meses depois do nascimento, a diferença no valor global de atividade cerebral entre voluntárias que amamentaram no peito e as que recorreram à mamadeira era menor. Isso indica que com o tempo a reação da mãe a seu bebê pode depender mais da personalidade, experiência de vida e intensidade emocional da mulher que dos níveis de hormônio. 
As áreas mais sensibilizadas do cérebro das “mães de mamadeira” foram outras: a atividade do córtex pré-frontal e outras regiões ligadas a comportamentos sociais e cognitivos aumentaram. Pelo fato de todas as participantes do estudo serem saudáveis e com histórias semelhantes, Kim adverte que padrões específicos de ativação cerebral encontrados neste estudo podem não se generalizar para uma população mais diversa. Os resultados são valiosos, porém, para mães que têm depressão ou problemas causados por fatores ambientais, como a pobreza. A amamentação pode ser um modo de estimular a produção de oxitocina nessas mulheres, favorecendo a relação inicial com seus bebês e, em consequentemente, o desenvolvimento dessas crianças.
.
Da revista Mente Cérebro
http://www2.uol.com.br/vivermente/noticias/amamentar_pode_-alinhar-_cerebro_da_mae_com_o_do_bebe.html

Amamentação coletiva atrai centenas de mães

Amamentação coletiva atrai centenas de mães no litoral de SP
Cerca de 800 mulheres participam de ato em Santos.
Objetivo é lembrar 11º Encontro Nacional de Aleitamento Materno.
.




.
Para lembrar o 11º Encontro Nacional de Aleitamento Materno, cerca de 800 mães, segundo a organização, se reuniram na tarde desta quarta-feira (9) na Praia do José Menino, em Santos, para uma amamentação coletiva. No Emissário Submarino, à beira-mar, mulheres de Santos e de outras cidades da região como São Vicente, Guarujá e Mongaguá se juntaram para chamar a atenção para a importância do ato. (Foto: Carolina Iskandarian/G1)
.
Do G1 

Benefícios da amamentação exclusiva

Estudo confirma benefícios da amamentação exclusiva contra infecções
.
Bebês alimentados exclusivamente com o leite materno nos primeiros quatro meses de vida - e que continuam sendo amamentados por alguns meses após esse período, mesmo com a inclusão de outros alimentos - têm menor risco de infecções respiratórias e gastrointestinais, segundo estudo que será publicado na edição de julho da revista médica Pediatrics. E, de acordo com os especialistas, seis meses de amamentação exclusiva é ainda melhor.
Avaliando mais de 4 mil mães, os pesquisadores observaram que apenas 1,4% dos bebês haviam sido alimentados exclusivamente pelo leite materno até os seis meses de idade. E esses bebês apresentavam, significativamente, menores riscos de infecções no trato respiratório inferior e superior e no trato gastrointestinal. Aqueles amamentados exclusivamente por quatro meses também apresentaram bons resultados nesse sentido, mas em menor escala.
“O aleitamento materno exclusivo até a idade de quatro meses e parcialmente após esse período foi associado a uma significativa redução da morbidade respiratória e gastrointestinal em bebês”, escreveram os autores na publicação. De acordo com os especialistas esses resultados são muito importantes, visto que essas infecções são as principais causas de doenças nas crianças. E isso está em consonância com as recomendações da Organização Mundial da Saúde. “Nossas descobertas apoiam estratégias de políticas em saúde para promover a amamentação exclusiva por pelo menos quatro meses, mas, preferencialmente, por seis meses em países industrializados”, destacaram.
.
Fonte: Pediatrics. Edição prévia de julho de 2010.
http://boasaude.uol.com.br/news/index.cfm?news_id=8553&mode=browse

Amamentação reúne centenas de mães na Penha

Campanha de amamentação reúne centenas de mães na Penha
Evento aconteceu na manhã de sábado, na Praça Santa Emiliana.
Um dos estandes montados tratou da saúde bucal da criança.
.
Um desfile de mães e filhos. Eles satisfeitos e elas orgulhosas, cheias de carinho. Esse foi o cenário encontrado neste sábado (28) durante uma campanha de amamentação que reuniu centenas de mulheres, na Penha, no subúrbio do Rio. As mães receberam orientações sobre o leite materno.

A Praça Santa Emiliana, conhecida como Praça do Iapi, praticamente se transformou numa feira de saúde com vários estandes. Um deles tratou da saúde bucal da criança. O recém nascido quando acaba de mamar precisa ter a gengiva limpa com uma gaze umedecida com água filtrada ou com esta escova de silicone.

O encontro aconteceu entre 9h e meio-dia, e encerrou a campanha de amamentação, realizada pela prefeitura do Rio, durante o mês de agosto. O evento contou, ainda, com atividades de artesanato, espaço zen e oficina de penteados afro. Além disso, grupos de coral, dança e teatro mostraram seus trabalhos durante toda a manhã.
.
Do G1

10 de mai de 2011

Testes de QI

Testes de QI

(Teste nº 01) – Teste de QI de Einstein (Cedido pelo site Gênios da humanidade).
Albert Einstein criou este teste de qi (raciocínio lógico) no século passado e afirmou que 98% da população mundial não é capaz de resolvê-lo.

Como resolver o Teste de Einstein

  1. Comece pelas dicas simples como, por exemplo, “O Norueguês vive na primeira casa”.
  2. A partir das dicas óbvias, é possivel ir deduzindo as outras logicamente.
  3. Tenha calma e, se achar necessário, use um lápis e papel para tomar nota.
Pense logicamente e tente fazer parte do privilegiado grupo de 2% que conseguem resolver o teste.
Regras básicas para resolver o teste
  1. Há 5 casas de diferentes cores;
  2. Em cada casa mora uma pessoa de uma diferente nacionalidade;
  3. Esses 5 proprietários bebem diferentes bebidas, fumam diferentes tipos de cigarros e têm um certo animal de estimação;
  4. Nenhum deles têm o mesmo animal, fumam o mesmo cigarro ou bebem a mesma bebida.

(Teste nº 02) – Travessia do Rio
Na China, esse é um dos tipos de exames aplicados em um teste de QI. O objetivo do jogo é atravessar todos os integrantes para o outro lado do rio.

Como jogar

As regras são as seguintes:
1 – Somente o pai, a mãe e o policial sabem pilotar o barco;
2 – A mãe não pode ficar sozinha com os filhos;
3 – O pai não pode ficar sozinho com as filhas;
4 – O prisioneiro não pode ficar sozinho com nenhum integrante da família;
5 – O barco só pode transportar 2 pessoas por vez;
6 – Você pode ir e vir com as pessoas quantas vezes precisar.
>> Clique aqui para iniciar o teste <<

http://www.coisasinteressantes.com.br/blog/?page_id=1450

29 de mar de 2011

na pohybel janas video

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:
música de Na Pohybel Janas parece lançar guerraReligião Islâmica e nos movimentos terroristas (seguidores do Islão).
Se isso for verdade, você deve estar se perguntando “mas por que tudo isso?” Pois é, isso é o que todos imaginam, mas por enquanto ainda não nem respostas e nem muito conteúdo na internet falando sobre o assunto. Portanto, todos devem esperar para saber o que está acontecendo.
Será que a música é tão polêmica assim?
Isso, você vai poder conferir, acessando o link abaixo do youtube e assistir o vídeo da música.

Veja o vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=rGO5VNAaFr4&feature=player_embedded

10 de fev de 2011

Teste de lógica – Apenas 2% das pessoas conseguem resolver esse desafio...

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Teste Lógico ..

Para vocês brincarem um pouquinho!!!

Teste de lógica –

Apenas 2% das pessoas conseguem resolver esse desafio...
5+3+2 = 151022

9+2+4 = 183652

8+6+3 = 482466

5+4+5 = 202541


Sendo assim,
7+2+5 =

30 de nov de 2010

velocidade acima da velocidade do som

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Designa-se por supersónica, qualquer velocidade acima da velocidade do som, que é aproximadamente 343 m/s (ou 761 mph, ou 1,255 km/h ao nível das águas do mar. Muitos caças são supersónicos. O Concorde foi um avião civil supersónico, de transporte de passageiros. Porém, desde o seu vôo de retirada a 26 de Novembro de 2003, deixaram de existir aviões civis supersónicos em serviço. Velocidades acima das 5 vezes a velocidade do som são muitas vezes referidas como hipersónicas.

Avião ultrapassando a velocidade do som
Chuck Yeager foi o primeiro homem a quebrar a barreira do som num vôo nivelado a 14 de Outubro de 1947, voando o protótipo experimental Bell X-1 a Mach 1 a uma altitude de 45,000 pés (13.7 km).
Uma equipa liderada por Richard Noble e o condutor Andy Green tornaram este último o primeiro homem a quebrar a barreira do som num veículo a 15 de Outubro de 1997, quase exactamente 50 anos depois do vôo de Yeager.
Hans Guido Mutke alegou ter quebrado a barreira do som antes de Yeager, a 9 de Abril de 1945 num Messerschmitt Me 262. Porém, esta alegação é controversa e carece de fundamento científico.

26 de nov de 2010

Leite materno mata células cancerosas

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:
Estudo sugere que substância no leite materno mata células cancerosas

A substância encontrada no leite materno pode matar células de câncer, revelam estudos realizados por pesquisadores da Universidade de Lund e da Universidade de Gotemburgo, Suécia.

Embora a substância especial, conhecida como HAMLET (Human Alpha-lactalbumin Made LEthal to Tumour cells), foi descoberta no leite materno vários anos atrás, é só agora que foi possível testá-la em seres humanos. Doentes com cancro da bexiga, que foram tratados com a substância excretada células mortas em sua urina depois de cada tratamento, o que deu origem a esperança de que ele pode ser desenvolvido em medicamentos para o tratamento do câncer no futuro.


Imagens de microscópio que mostram a interação de Hamlet com membranas biológicas. Usando uma substância fluorescente vermelha que mostra a localização da aldeia, os pesquisadores podem demonstrar claramente que se liga à membrana celular de uma célula de tumor. (Crédito: Universidade de Gotemburgo)

Descoberta por acaso

HAMLET foi descoberto por acaso quando os pesquisadores estavam estudando as propriedades antibacterianas do leite materno. Outros estudos mostraram que HAMLET compreende uma proteína e um ácido graxo que são encontrados naturalmente no leite materno. Até agora, porém, não foi provado que o complexo de Hamlet é formado espontaneamente no leite. Especula-se, contudo, que Hamlet pode formar no ambiente ácido dos estômagos dos bebês. Experimentos de laboratório demonstraram que Hamlet mata 40 tipos diferentes de câncer, e os pesquisadores estão indo agora para estudar seu efeito sobre o câncer de pele, tumores nas membranas mucosas e tumores cerebrais. Importante, Hamlet mata apenas células de câncer e não afeta as células saudáveis.

Estudar a integração da substância

Pesquisadores da Universidade de Gotemburgo, estão se concentrando em como Hamlet pode ser retomada em células tumorais. Os pesquisadores, Roger Karlsson, Maja Puchades e Ingela Lanekoff, está tentando obter uma compreensão aprofundada de como a substância interage com as membranas celulares, e seus resultados foram publicados recentemente na revista "PLoS One".

Fonte: sciencedaily.com
e Universidade de Gotemburgo

11 de nov de 2010

abaco a maquina de calcular mais antiga do mundo

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:
 
O futuro Ábaco.
O ábaco é um instrumento bem sucedido que, segundo os estudiosos, foi uma invenção dos chineses para facilitar os cálculos, pois com o passar do tempo foi surgindo a necessidade de fazer “contas” cada vez mais complexas, assim inventaram o ÁBACO, formado por fios paralelos e contas ou arruelas deslizantes, que de acordo com a sua posição, representa a quantidade a ser trabalhada, contém 2 conjuntos por fio, 5 contas no conjunto das unidades e 2 contas que representam 5 unidades.

Um exemplo de Ábaco.
O ábaco foi disseminando por toda a sociedade, com a mesma função, o que mudava era somente sua nomenclatura: O ábaco japonês é conhecido como SOROBAN, os russos chamam de TSCHOTY.
Uma pessoa que manuseava um ábaco com agilidade conseguia fazer uma multiplicação de 5 algarismos com a mesma rapidez que uma pessoa faz hoje utilizando uma calculadora digital.
Ainda hoje, depois de 3 mil anos da sua invenção, comerciantes de algumas regiões da Ásia utilizam ainda esse instrumento.
Observem nas figuras abaixo várias tipos de ábacos:

      

Como fazer os cálculos no ábaco?

O cálculo começa à esquerda, ou na coluna mais alta envolvida em seu cálculo, trabalha da esquerda para a direita. Assim, se tiver 548 e desejar somar com 637, primeiro colocará 548 na calculadora. Daí, adiciona 6 ao 5. Segue o padrão 6 = 10 – 4 por remover o 5 na vara das centenas e adicionar 1 na mesma vara (- 5 + 1 = - 4) daí, adicione uma das contas de milhares à vara da esquerda. Daí passa o três ao quatro, o sete ao oito, no ábaco aparecerá a resposta: 1.185.

Por operar assim, da esquerda para a direita, o cálculo pode ser iniciado assim que souber o primeiro dígito. Na aritmética mental ou escrita, o cálculo começa a partir das unidades ou do lado direito do problema.
Por Danielle de Miranda
Graduada em Matemática
Equipe Brasil Escola

9 de nov de 2010

Actroid-F, o Robô Quase Humano

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:
Actroid-F, o Robô Quase Humano

Actroid-F, o robô apelidado carinhosamente de “Anjo da Morte” (devido a sua finalidade) é a mais nova conquista da Mecatrônica dos japas. Os japoneses já haviam construído máquina semelhante em 2005, quando lançaram o primeiro modelo da série Actroid, que embora fosse muito realista nem se compara com a versão F. Esse protótipo foi criado com a função de interagir com os pacientes de um hospital e avaliar suas reações. O humanóide ganhou mecanismos faciais capazes de reproduzir as expressões humanas com perfeição. O realismo que transmite e a precisão ao desempenhar essa função é de assustar. Confira o vídeo

http://www.youtube.com/watch?v=cFVlzUAZkHY&feature=player_embedded#!

1 de nov de 2010

Você sabe o que é realmente verdadeiro ?

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

 A modelagem tridimensional é basicamente a formação de objetos, personagens, cenários, através de um programa especializado com ferramentas avançadas e direcionadas para este tipo de atividade e profissão. Os exemplos de programas mais utilizados: 3ds Max, Maya, ZBrush, entre outros. Já em ambientes software livre usa-se o Blender comparável aos softwares proprietários.


A modelagem em 3 dimensões conta com uma enorme variedade de ferramentas genéricas, permitindo uma comunicação mais fácil entre dois programas diferentes e usuários iguais, são as mais conhecidas: técnica por polígonos, técnica por vértices e técnica por bordas. Todas elas são realizadas através da criação de uma malha complexa de segmentos que dão forma ao objeto 3D.
Achei interessante fazer um comparativo e descobrir o que é ilustração e o que é realmente fotografia no mundo da publicidade, algumas imagens são tão idênticas as originais que chega a parecer reais.


O efeito final é algo impressionante.

A imagem em tonalidade preto, branco, azul e cinza, são as criadas em 3D



-







-


c


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Imagem_3D e aqui http://bit.ly/bJFa6G

8 de out de 2010

VISTA DA TERRA AO VIVO - ON-LINE

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:


VISTA DA TERRA AO VIVO - ON-LINE
clique no link acima

  Feita por satélite, em tempo real. Com o mouse,
você coloca a seta onde deseja e vai virando o globo,
podendo dar um zoo, vendo até mesmo as luzes
das cidades. Visão da Terra, do clima, etc... a partir
de vários satélites. As imagens são em tempo real.
Pode ser acessado a qualquer hora, mas por volta
das 17:30 e 18:00 h,  podemos visualizar a noite
chegando ao Brasil e as luzes das principais capitais
e cidades brasileiras e do Mundo!

19 de set de 2010

TV do HC da Faculdade de Medicina da USP

TV do HC da Faculdade de Medicina da USP

Prestação de Serviço e saúde pública divulgada na NET:

A primeira TV interativa especializada em saúde do Brasil

A HCTV é um canal de televisão que presta serviço à sociedade por meio da informação em saúde. Um projeto do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e da Fundação Faculdade de Medicina.


POR QUE CRIAR ESTE CANAL?

Porque o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP tem o dever de disseminar os conceitos de prevenção de doenças e promoção da saúde, que pautam suas atividades de ensino, pesquisa e assistência.
O canal é uma estratégia para democratizar este conhecimento, levando ao público em geral e também às equipes profissionais do HC-FMUSP.

COMO FUNCIONA A HCTV?

A HCTV funciona com uma rotina de produção diária de reportagens, entrevistas e documentários. O conteúdo tem uma abordagem jornalística e educativa. A fonte de informação do canal é a equipe profissional do HC-FMUSP.

Conhecimento traz Saúde
Depto de Divulgação HCTV 

Biblioteca do Instituto de Psiquiatria do HC-FMUSP

A biblioteca, cujo nome homenageia o médico belga Paul Janssen, tem mais de nove mil títulos, entre livros, vídeos, teses e revistas. São 26 computadores para pesquisa. Há uma sala com a mobília original preservada, que guarda quatro mil obras antigas, raras. Entre as peças históricas, está o primeiro livro de registros de pacientes do Instituto de Psiquiatria, com data de 1948.
http://hctv.com.br/curiosidades-biblioteca-do-instituto-de-psiquiatria
Tire sempre suas dúvidas com o seu médico uma boa relação médico-paciente é a base para o sucesso terapêutico.
Departamento de Divulgação HCTV 

Cuidado com o Boa Noite Cinderela

O flunitrazepam (Ropinol) é uma das drogas normalmente usadas no golpe conhecido como "Boa noite, Cinderela", em que os golpistas dopam suas vítimas com a finalidade de cometer abuso sexual ou roubos.
Segundo o Dr. Anthony Wong, diretor médico do Centro de Assistência Toxicológica do HC-FMUSP, esse golpe é antigo e é aplicado com a introdução de um ou mais comprimidos, geralmente suporífero, na bebida (principalmente alcoólica) da vítima. Muitas dessas vítimas são encontradas, muitas horas depois, desnudas, desidratadas e quase em choque hipoglicêmico.
Acompanhe a reportagem:
http://hctv.com.br/em-consulta-dr-anthony-wong
Tire sempre suas dúvidas com o seu médico uma boa relação médico-paciente é a base para o sucesso terapêutico.
Departamento de Divulgação HCTV 
Uma época em que os aparelhos para medir a pressão sangüínea tinham manguitos de couro. Telefones antigos, projetores de slides, formas para produzir remédios e supositórios manualmente. Tudo isso se pode ver no acervo da Biblioteca do Instituto Central, que reúne hoje cerca de 3,5 mil peças históricas, que pertenceram às clínicas do HC. Conheça mais este acervo assistindo a este vídeo
http://hctv.com.br/curiosidades-museu
Depot de Divulgação HCTV

Notícia - Homeopatia

3 anos ininterruptos. Esse foi o tempo que os voluntários de uma pesquisa relaizada na Faculdade de Medicina da USP, passaram tomando remédios homeopáticos que combatem a rinite alérgica.
Ao final, 72 porcento deles tiveram melhora dos sintomas da doença.
Acompanhe a reportagem:
http://hctv.com.br/noticia-homeopatia
Tire sempre suas dúvidas com o seu médico uma boa relação médico-paciente é a base para o sucesso terapêutico.
Departamento de Divulgação HCTV 

Notícia - Moderno centro de radioterapia ICESP

O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo inaugura o maior e mais moderno centro de radioterapia da América Latina. O local foi construído com paredes de concreto e placas de chumbo no subsolo para isolar a radiação dos equipamentos.
http://hctv.com.br/noticia-novas-instalacoes-do-icesp
Tire sempre suas dúvidas com o seu médico uma boa relação médico-paciente é a base para o sucesso terapêutico.
Departamento de Divulgação HCTV 

Isenção de ICMS p/ equipamentos de imagem

Durante o Imagine 2010, o governo do estado de São Paulo anunciou a adesão a programa que isenta de ICMS os importadores de equipamentos para diagnóstico por imagem.
Acompanhe a reportagem:
http://hctv.com.br/noticia-aparelhos-de-diagnostico-por-imagem-tem-isencao-de-icms
Tire sempre suas dúvidas com o seu médico uma boa relação médico-paciente é a base para o sucesso terapêutico.
Departamento de Divulgação HCTV 

Assuntos: Álcool, drogas e sexo

Na vida em família, é impossível fugir a alguns assuntos. Álcool, drogas, sexo... Pais e filhos nem sempre estão em acordo, mas sabem que é preciso falar sobre eles, e muito;
Acompanhe a reportagem:
http://hctv.com.br/bom-dia-saude-edicao-108
Tire sempre suas dúvidas com o seu médico uma boa relação médico-paciente é a base para o sucesso terapêutico.
Departamento de Divulgação HCTV 

Participe das comunidades de Saúde do HC-USP

Participe e vote nas comunidades de Saúde do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP:
HCTV TV-do HC-FMUSP
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=92326462
HCTV - TV / BLOG
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=92336392
Acompanhe o nosso Twitter:
http://twitter.com/hctvsp
Conhecimento traz Saúde
Depto de Divulgação HCTV

13 de set de 2010

Marte

marte1Por Cyro de Freitas - À medida que avançam as pesquisas e estudos acerca de Marte, fica claro que seu passado foi semelhante ao da Terra. No momento em que a ONU lança seu relatório sobre a situação do meio ambiente na Terra e o homem começa a perceber o tamanho da estupidez que vem cometendo há várias décadas, assistimos reações das mais diferentes. É como se ninguém soubesse que a humanidade tomou um caminho sem volta.  Um outro relatório da ONU, divulgado no mês de março/2007, torna mais drástica a situação, pois cita um item essencial à vida: a água. Uma grande parte da população da Terra não terá água para beber em 20 anos.

Desde os anos 60 já se falava da destruição do planeta pela ação predadora do homem. As organizações ambientalistas, tão criticadas e combatidas pelas grandes potências, pintavam um cenário dramático para a vida na Terra já naquela época e, previam um desfecho ainda mais aterrorizante para os anos que viriam. Ninguém deu ouvidos.

As nações mais ricas, que são as mais poluidoras, não tomaram nenhuma providência para frear ou mesmo diminuir a emissão dos gases venenosos, principalmente aqueles advindos da queima de combustíveis fósseis. Uma grande contribuição para este estado de coisas vem também das queimadas, tão abundantes no Brasil, que assolam as grandes florestas que, mesmo assim, ainda teimam em resistir a tanta insensatez.

Hoje a situação chegou a tal nível crítico que até países que nunca se preocuparam com o meio ambiente, como os Estados Unidos da América, deram a entender da necessidade de se encontrar sistemas alternativos de geração de energia. Porém, parece ser bastante tarde.

Mas o que tem Marte com isso, perguntaria o leitor?

martecavernas
Cavernas marcianas, flagradas pelas lentes do módulo orbitador Mars Express, da ESA.

Uma breve história ou exercício de futurismo pode esclarecer as coisas. Marte desde tempos remotos despertou a curiosidade do homem. Sem condições de estudá-lo, apenas ligavam sua cor vermelha ao deus da guerra na mitologia grega.

Com a criação do telescópio o homem teve as condições de ver detalhes de sua superfície, principalmente nas oposições mais favoráveis. Assim, surgiram as mais variadas hipóteses sobre o solo do planeta vizinho. Canais imensos trariam água das calotas polares geladas para o resto do planeta. Grandes manchas escuras ao Sul seriam florestas imensas que tal qual na Terra abrigariam uma grande variedade de animais e de plantas.

Mas era preciso explorar o planeta de forma mais detalhada. Surgiu assim a exploração através de naves espaciais. As primeiras tentativas russas e depois norte-americanas foram um fracasso quase total. Diversas naves enviadas se perderam no espaço, outras deixaram de funcionar já em órbita marciana e apenas algumas chegaram a enviar escassas fotografias antes de emudecerem. O primeiro sucesso obtido foi com a sonda norte-americana Mariner 4 que, em 1965, passou perto de Marte e enviou as primeiras fotos do planeta vermelho.

Tornou-se necessário um maior aprimoramento dos instrumentos e um melhor estudo das adversidades que uma viagem de tal magnitude exigia. Tudo isso foi feito e em tempo recorde e já em 1976 tínhamos as famosas Vikings norte-americanas não só orbitando Marte, como também utilizando módulos automáticos que pousaram suavemente no solo do planeta e enviaram dezenas de fotos de excelente qualidade para a Terra.

A ciência e a tecnologia deram saltos gigantescos em apenas uma década, o que permitiu o envio à Marte de diversas naves cada vez mais sofisticadas.

marteimagem

Polêmica imagem da sonda Viking (NASA), mostra uma possível construção em formato de um rosto humano.

Vieram então as Mars Pathfinder - MPM (lançada em 1996), Global Surveyor - MGS (1996) -, Odyssey – MOM (2001), todas norte-americanas, e a Mars Express – ME (2003) da ESA (Agência Espacial Européia) que, infelizmente, teve seu robô de exploração perdido durante a tentativa de pouso. Esse módulo da ESA, em órbita marciana, carrega equipamentos de última geração para a exploração do solo através de potentes radares. Os resultados chegam todos os dias e a descoberta de um grande oceano gelado abaixo do solo de Marte é, sem dúvida, um dos maiores destaques.

A missão Mars Rover – MERM, utilizou os pequenos robôs Spirit e Oportunity (2003) da NASA, inseridos em solo marciano de maneira perfeita. Verdadeiros laboratórios ambulantes, dotados até de microscópios de alta precisão, analisam e fotografam diversos detalhes do planeta vermelho e enviam os sinais para os controles da Terra. Estas são as informações mais precisas que o homem poderia conseguir acerca de um outro planeta, sem colocar um astronauta sequer naquele ambiente altamente cruel.

Além disso, em uma decisão engenhosa, os técnicos da NASA passaram a enviar os dados e as fotos coletadas pelos robôs no solo, usando as naves em órbita de Marte como torre de transmissão de dados. O resultado não podia ser melhor. Os robôs passaram a economizar energia para um melhor trabalho de solo e a qualidade e rapidez dos dados impressionou a todos.

Projetados para durar três meses, os dois robôs surpreenderam a todos, pois estão em funcionamento até agora, em 2007. Lá no alto os módulos orbitadores mapeiam todo o planeta com fotografias de altíssima resolução. Centenas dessas fotos de Marte são publicadas todos os dias nos meios de comunicação, muitas delas são tão intrigantes que despertam muita curiosidade, não somente dos estudiosos desse assunto, como do público em geral.

São formações das mais variadas, indo de rostos esculpidos na rocha até pirâmides, passando por muros primorosamente trabalhados, grandes dutos encravados nas depressões e se estendendo por milhares de quilômetros. As câmeras flagraram também pequenos objetos com aparência de parafusos, conchas marinhas e até pequenas pedras preciosas aparentemente lapidadas.

Tudo isto nos leva a um provável elo de ligação entre a Terra e Marte e talvez com outros mundos habitados na imensidão do espaço. Ao grupo de naves que pesquisa dia e noite o planeta Marte, veio juntar-se agora a norte-americana Mars Reconnaissance Orbiter - MRO (2005) -, composta apenas por um orbitador, mas carregando o que há de mais moderno em matéria de fotografia, pesquisa geológica através de poderosos radares, além de dezenas de outros instrumentos de precisão que não chegam ao conhecimento do grande público.

As fotos são de uma qualidade jamais vista e reportam detalhes de até 1,5 metros, registrados a partir da órbita marciana. Até os robôs que estão em solo já foram fotografados pelo MRO em pleno trabalho, mostrando os rastros de seus deslocamentos, bem como seus pára-quedas utilizados quando dos pousos. Algumas das fotos liberadas e os respectivos sites onde podem ser acessados através dos links que se encontram no final deste trabalho.

Marte tem a metade do tamanho da Terra e possui dois satélites, Phobos e Deimos. Sua atmosfera rarefeita é composta basicamente de Dióxido de Carbono (95,32%), Argônio e Hidrogênio em pequenas quantidades. A duração do dia marciano é praticamente igual ao da Terra, estações, movimento de translação de dois anos terrestres e temperaturas que vão de -140ºC a 20ºC, além de constantes e violentas tempestades de areia.

Esse ambiente não é propício para manter, atualmente, a vida como a conhecemos. Mas não devemos esquecer que foram encontradas formas de vida na Terra em escavações que atingiram os 4.000 metros em temperaturas apuradas de incríveis 170ºC e pressões que atingem mais de 400 vezes a pressão ao nível do mar. Foram também encontrados organismos vivos a 11.000 metros de profundidade na Fossa das Marianas, no Oceano Pacífico.

Todos os estudos levam à conclusão de que, em tempos remotos, Marte abrigou alguma forma de vida. Se houve vida inteligente ainda não temos condições de afirmar. As pesquisas estão em andamento e acreditamos que até o ano 2030 o homem já tenha chegado ao planeta vermelho e conseguido obter diversas respostas científicas sobre esta possibilidade.

Mas o que tem a Terra com isto?

martearidez

A aridez marciana é mostrada nesta foto da NASA (MRO).

Aqui entra a imaginação. A qualidade das informações adquiridas através das sofisticadas naves não tripuladas que estudaram ou que ainda estudam o planeta, forneceu aos cientistas todas as informações necessárias, que confirmam o fato de Marte já ter abrigado vida inteligente faz milhares de anos.   
                                              
Assim, podemos supor que, de modo similar à Terra na atualidade, uma civilização desenvolvida habitava Marte. Porém, a exploração excessiva de seus recursos naturais, a industrialização em escala gigantesca, a queima dos combustíveis fósseis, as desavenças entre os países, as guerras, as armas de destruição em massa acabaram com o equilíbrio ecológico, provocando o derretimento das geleiras e das calotas polares. Os continentes foram destruídos por terremotos gigantescos que por sua vez provocaram tsunamis formidáveis e toda a terra que havia foi submersa. Toda a população foi dizimada.

A atmosfera respirável fugiu para o espaço e Marte mergulhou em escuridão profunda. Com a atmosfera rarefeita que restou, se tornou alvo fácil para que meteoros acabassem de destruir o que restava do planeta, marcando para sempre sua crosta com rachaduras imensas, crateras gigantes, vales profundos e uma enorme quantidade de areia vermelha, fruto do ferro oxidado através dos milênios.

Aos dias atuais, somente restaram as ruínas das grandes e desenvolvidas metrópoles que abrigava. Essas construções gigantescas, apesar dos milhares ou talvez milhões de anos passados, das constantes e violentas tempestades de areia, ainda estão visíveis em solo marciano e com certeza foram fotografadas e estudadas pelas diversas naves automáticas enviadas àquele planeta.

Os cientistas têm todas as respostas, mas não repassam este conhecimento ao grande público, porque estão impedidos de fazê-lo por regras, contratos e até ameaças. Como acontece com a Lua, nos resta apenas esperar que algum “dissidente” resolva abrir a boca e, enfim, saciar nossa sede de saber.

Voltando ao tema inicial desse artigo, deixo uma pergunta para reflexão de todos: poderemos mudar o destino da catástrofe terrestre ou nosso planeta passará a formar com Marte o desolado eixo de planetas do Sistema Solar destruídos pela insensibilidade, ganância e falta de compromisso de seus governantes?

* Cyro de Freitas é administrador, pesquisador em Astronomia e colaborador de Via Fanzine – E-mail: cyro.freitas@bol.com.brEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

- Sugestão do autor: leia “O mistério de Marte”, livro de Graham Hancock.

- Observação do autor: Estão disponíveis centenas de fotos de Marte, várias em alta resolução, nos sites abaixo: 
http://hiroc.lpl.arizona.edu//images/TRA/
http://www.esa.int/SPECIALS/Mars_Express/index.html   http://marsrovers.jpl.nasa.gov/home/index.html
http://mars.jpl.nasa.gov/mgs/
http://mars.jpl.nasa.gov/odyssey/

- Imagens: NASA/JPL - ESA.

Luger P-08

luger1A Luger foi aprimorada e patenteada por George Luger a partir de um projeto inicial de Hugo Borchardt, de 1893, e começou a ser produzida a partir de 1900 pela fábrica alemã Deutsche Waffen-und Munitionsfabriken (DWM). O primeiro exército a usar a Luger foi o Suíço, mas depois muitos outros países adotaram o projeto, gerando assim a produção de cerca de dois milhões de unidades, em cerca de 35 modelos diferentes. Um desses modelos é justamente a Pistole 08.
A P-08 foi o modelo adotado pelo Exército Alemão em 1908 (sacou o porquê do 08 no nome?) e produzido pela Mauser, uma das maiores fabricantes de armas alemã. Era conhecida por ser bem precisa, de fácil mira e manuseio e bem fabricada, além de ser bem robusta e resistênte ao uso. Seu único defeito significativo era o custo de produção demasiadamente alto, o que justificou sua substituição gradual pela Walter P-38 a partir de 1938 e o fim de sua produção em 1942, o que a transformou em um valorizado souvenir de guerra. Até hoje a Luger P-08 é bastante valorizada por colecionadores. E pode apostar que eu queria MUITO uma dessas. Algum dia ainda vou dar um jeito de ter uma...
Especificações da Pistole P 08 (Luger)
Cartucho: Parabellum 9mm
Comprimento: 222mm
Comprimento do cano: 103mm
Peso: 0,877kg
Velocidade inicial do projétil: 381m/s
Pente: 8 cartuchos
Alcance aproximado: 50m


Souvenir


Pistola Luger P08 foi uma antiga pistola fabricada na Alemanha. Foi considerada como o maior souvenir da Segunda Guerra Mundial. Esta pistola foi adotada pelo exército alemão em 1908 (daí o nome P08) e dois milhões de unidades foram fabricadas entre 1914 e 1918. Sua verdadeira definição técnica era P08 Parabellum-Pistole (Pistola Parabellum), termo oriundo do latim


História


A Luger teve suas origens em um projeto inicial de Hugo Borchardt em 1893. Mais tarde foi patenteada por George Luger que a aprimorou e desenvolveu para produção em série. A arma acabaria levando seu nome até o final. A produção inicial foi feita pela fabricante de armas Deutsche Waffen-und Munitionsfabriken (DWM), apartir de 1900. Estima-se que foram produzidas em torno de 35 versões diferentes, por diversos fabricantes.


Utilização


luger2A Marinha Alemã(na época Germânica) faria a primeira encomenda em 1904 (seguindo-se outras em 1906 e 1908), seguida pelo Exército em 1908 No entanto, os alemães acabaram criando variações específicas para cada força armada, devido ao emprego que previam para essas armas. A Luger foi popular durante a Primeira Guerra Mundial utilizada principalmente pela infantaria do Exército Alemão, inicialmente utilizava calibre 7.65x22mm Parabellum, apartir da qual seria modificada para 9x19mm Parabellum, sendo desenvolvido um novo cartucho. Esta conjugava perfeitamente precisão velocidade e poder de parada. Junto do já mencionado 7,65mm Luger, estes seriam os dois únicos calibres empregados pela Luger ao longo de sua história. Este modelo de cartucho (9mm) seria no futuro padrão para a maioria das pistolas automáticas que viriam a ser fabricadas.
luger3Apesar das restrições impostas pelo Tratado de Versalhes, em relação a derrota da Alemanha, a pistola continuou a ser fabricada, quer no interior da fronteira com a Alemanha ou em linhas de produção no resto da Europa. Como pistola militar, a Luger não justificava a reputação que granjeou. É elegante, boa de manusear e atira com precisão, mas sofre de várias limitações para ser considerada uma boa arma militar. Sua manufatura é bastante dispendiosa. O mecanismo tem muitas peças miúdas que requerem usinagem e montagem cuidadosas, e as molas têm de ser fabricadas com certo cuidado. O sistema de culatra articulável é sensível às variações da potência do cartucho, o que pode emperrar o funcionamento da arma. Lama, poeira, gelo e neve também provocam enguiços, e uma vez que o mecanismo não é coberto, nada impede que esses agentes penetrem nele.
Quando posta de lado com a sua sucessora, a Walther P38, não há dúvida sobre qual seja uma melhor pistola para uso militar. Mesmo assim foram fabricadas algo em torno de quatro milhões de unidades desta arma, e até hoje os colecionadores pagam altos preços por um exemplar em bom estado


Serviço em Portugal


luger4O Exército Português tornou-se num dos primeiros exércitos do mundo a dispor de uma pistola automática como arma regulamentar ao adotar a Luger de calibre 7,65 mm e cano de 120 mm em 1908, dando-lhe a denominação oficial de Pistola 7,5 mm m/1908. Em 1909 Marinha Portuguesa também adoptou a Luger, mas de calibre 9 mm e cano de 100 mm, dando-lhe a denominação oficial de Pistola Parabellum m/910. Em 1912, a Marinha voltou a receber uma nova remessa de pistolas Luger com algumas alterações em relação às de 1909, que receberam a denominação Pistola Parabellum m/912. Em 1935 foi a vez da Guarda Nacional Republicana ser equipada com pistolas Luger 7,65 mm. O Exército Português voltou a reequipar-se com pistolas Luger a partir de 1941, mas desta vez com calibre 9 mm e cano de 100 mm, denominadas Pistola 9 mm Parabellum m/943. Estas pistolas serviram como arma de serviço dos oficiais do Exército até 1961, quando foram substituídas pela Walther P38. Parte das pistolas remanescentes, foram então distribuídas aos apontadores de lança granadas-foguete e morteiro das unidades em combate na Guerra do Ultramar, para disporem de uma arma de defesa próxima.

Traçando o perfil de um serial killer

anibalO Assassino do Zodíaco. John Wayne Gacy. O Assassino BTK. Ted Bundy. Filho de Sam. Jeffrey Dahmer. Os nomes e pseudônimos destes assassinos estão gravados no consciente coletivo dos americanos, graças à cobertura em massa dos jornais, livros, filmes e documentários de TV. Muitos dos que foram capturados pareciam cidadãos medianos - atraentes, bem sucedidos, membros ativos da comunidade - até que seus crimes foram descobertos. Este tipo de assassino não "enlouquece" simplesmente um dia e mata um monte de gente. Ele não mata por ganância ou ciúme. Mas então o que é que faz uma pessoa não só matar, mas matar várias pessoas em períodos alternados de dias, semanas, anos? Existe um nome especial para este tipo de assassino: serial killers (assassinos em série). Neste artigo, aprenderemos o que faz uma pessoa ser um serial killer. O termo "serial killer" foi criado em meados da década de 70 por Robert Ressler, ex-diretor do Programa de Prisão de Criminosos Violentos do FBI. Ele escolheu "serial" porque a polícia na Inglaterra chamava este tipo de assassinato de "crimes em série", e por causa dos seriados que ele assistia quando criança.
Antes disso, estes crimes eram às vezes conhecidos como assassinatos em massa ou crimes em que um estranho mata outro estranho.
O FBI define um serial killer como uma pessoa que mata três ou mais vítimas, com períodos de "calmaria" entre os assassinatos. Isto os separa dos assassinos em massa, que matam quatro pessoas ou mais ao mesmo tempo (ou em um curto período de tempo) no mesmo local, e dos assassinos turbulentos, que matam em vários locais e em curtos períodos de tempo, Os serial killers geralmente trabalham sozinhos, matam estranhos, e matam por matar (diferentemente dos crimes passionais).
Segundo um estudo recente do FBI, houve aproximadamente 400 serial killers nos Estados Unidos no último século, com cerca de 2.526 a 3.860 vítimas [fonte: Hickey]. No entanto, não há como saber de verdade quantos serial killers estão ativos em um dado momento - especialistas sugerem números entre 50 e 300, mas não há como provar.
Parece, também, que os assassinatos em série aumentaram nos últimos 30 anos. Oitenta por cento dos 400 assassinos em série do último século surgiram desde 1950 [fonte: Vronsky]. Por que isso aconteceu é uma pergunta em debate; não há resposta, da mesma maneira que não há uma resposta simples sobre por que algumas pessoas se tornam serial killers.
Classificações de serial killers
Estudos na área de assassinatos em série resultaram em duas formas de classificar os serial killers: uma baseada no motivo, e outra baseada nos padrões organizacionais e sociais. O método do motivo é chamado de tipologia de Holmes, por causa de Ronald M. e Stephen T. Holmes, autores de vários livros sobre assassinatos em série e crimes violentos. Nem todos os serial killers são de um tipo só, e muitos apresentam características de mais de um tipo. Nenhuma destas classificações explica o que na realidade pode levar uma pessoa a se tornar um serial killer (falaremos mais sobre isso adiante). Também não há dados científicos suficientes sobre os quais basear estas classificações - são baseadas em dados de observação casual ou em entrevistas. Os críticos da tipologia de Holmes apontam esta como uma falha, mas muitos investigadores ainda acham este método útil ao estudar assassinatos em série.
Segundo a tipologia de Holmes, os serial killers podem se concentrar no ato (aqueles que matam rápido), ou no processo (aqueles que matam vagarosamente). Para os assassinos que se concentram no ato, matar nada mais é do que o ato em si. Neste grupo há dois tipos diferentes: os visionários e os missionários. O visionário mata porque escuta vozes ou tem visões que o levam a fazer isso. O missionário mata porque acredita que deve acabar com um determinado grupo de pessoas.
Os assassinos seriais que se concentram no processo sentem prazer na tortura e morte lenta de suas vítimas. Neste grupo há três tipos diferentes de hedonistas - sexuais, que buscam emoção, e os que tiram proveito - e assassinos em busca de poder. Assassinos sexuais obtêm prazer sexual ao matar. Assassinos que buscam emoção se excitam com isso. Assassinos que tiram proveito matam porque acreditam que vão lucrar de alguma maneira. Assassinos que buscam o poder querem "brincar de Deus" ou ter controle da vida e da morte.
O primeiro serial killer dos Estados Unidos
H.H. Holmes, condenado por nove assassinatos, é geralmente considerado o primeiro serial killer dos Estados Unidos. Holmes confessou 27 assassinatos, e alguns investigadores acreditavam que ele poderia ter matado centenas de pessoas, na verdade. Ele começou matando convidados no hotel "castelo" que ele abriu para receber visitantes da World's Fair, em 1893, em Chicago. Os crimes de Holmes foram descobertos em uma inspeção após um zelador dizer à polícia que ele não tinha autorização para limpar certos andares do hotel. Ele foi condenado e enforcado em 1896. O interesse pelo caso Holmes foi reavivado em 2003 com a publicação de "O Demônio na Cidade Branca", livro que justapõe os assassinatos com a construção da World's Fair.
O comportamento dos serial killers
Os serial killers também podem ser classificados por suas habilidades organizacionais e sociais. Podem ser organizados ou desorganizados (dependendo do tipo de cena do crime) e não-sociais ou anti-sociais (dependendo de são excluídos pela sociedade ou se excluem dela). O quadro abaixo ilustra comportamentos dos dois tipos mais comuns

serial1





















A maioria dos assassinos seriais identificados são organizados e não-sociais. Muitos deles também seguem alguns outros padrões básicos. Mais de 80% dos serial killers são homens brancos, na faixa dos 20 aos 30 anos [fonte: Hickey]. Serial killers são geralmente inteligentes, e matam com freqüência mulheres brancas. Não há como dizer que uma pessoa é um serial simplesmente por sua aparência - a maioria deles é de um sujeito comum. Ted Bundy, condenado por 30 assassinatos, era descrito como uma pessoa atraente, carismática e articulada. John Wayne Gacy era uma figura popular em sua comunidade e fazia performances como palhaço em festas do bairro. Ele conheceu a primeira-dama Rosalynn Carter quando foi chefe de seção eleitoral do Partido Democrata local. Também foi condenado pelo assassinato de 33 garotos e homens.
Geralmente os serial killers demonstram três comportamentos durante a infância, conhecidos como a tríade MacDonald: fazem xixi na cama, causam incêndios, e são cruéis com animais. É também provável que tenham vindo de lares desfeitos, e que tenham sofrido abuso ou negligência. Apesar de alguns serem tímidos e introvertidos, outros são sociáveis e expansivos, mas na verdade se sentem muito isolados.
Muitos teóricos apontam as infâncias conturbadas dos serial killers como uma possível razão para seus atos.
Exceções à regra
Já houve serial killers mulheres, serial killers que eram membros de minorias raciais e étnicas, serial killers que matavam pessoas de outras raças e serial killers que começaram a matar durante a infância.

• Aileen Wuornos (acima), retratada no filme "Monster - Desejo Assassino" (2003), foi condenada por matar sete homens. Ela foi executada com injeção letal em 2002.
• A maioria das vítimas de Jeffrey Dahmer e John Wayne Gacy - ambos brancos - foi de homens e garotos de minorias raciais ou étnicas.
• Mary Bell tinha 10 anos de idade quando foi condenada pelo assassinato de dois meninos na Inglaterra em 1968. Depois de ser encarcerada em um reformatório para meninos e depois em uma prisão feminina, foi libertada aos 23 anos.

As motivações dos serial killers
Um dos aspectos mais estudados dos assassinatos em série é "por quê?". Várias teorias foram anunciadas como explicações em potencial. Mas "esclarecer como um serial killer é criado é como resolver um cubo mágico" [fonte: Vronsky]. Em outras palavras, não existe resposta. Vejamos então três teorias possíveis: negligência e abuso na infância, doença mental e danos cerebrais.
Negligência e abuso
Uma teoria gira em torno da negligência e do abuso sofridos por muitos serial killers quando crianças. Robert Ressler e Tom Shachtman descrevem um estudo conduzido pelo FBI, que incluiu entrevistas com dezenas de assassinos (a maioria deles serial killers). Em cada caso, eles descobriram "padrões similares de negligência infantil grave" [fonte: Ressler & Shachtman]. Durante o desenvolvimento de uma criança, há períodos importantes durante os quais elas aprendem sobre o amor, a verdade, a empatia, e regras básicas para interagir com outros seres humanos. Se estes traços não são ensinados para a criança durante aquele período, pode ser que ela não os aprenda durante a vida.
Serial killers frequentemente sofreram abuso físico ou sexual quando crianças, ou testemunharam o abuso de membros da família. Este padrão de negligência e abuso, dizem alguns pesquisadores, leva serial killers a crescer sem a percepção de ninguém além deles mesmos. Mas ao mesmo tempo, muitas crianças crescem sofrendo negligência e abuso, mas não se tornam criminosos violentos ou serial killers.
Alguns serial killers condenados
• Gary Ridgway, o "Assassino de Green River", confessou o assassinato de quatro mulheres, todas elas prostitutas. Ridgway foi um assassino missionário. Em sua contestação, disse: "Odeio a maioria das prostitutas" [fonte: CNN.com].

• Muitos dos casos que receberam mais publicidade foram de assassinos sexuais, incluindo Jeffrey Dahmer, Ted Bundy e John Wayne Gacy. Os três obtiveram prazer sexual na tortura e assassinato de suas vítimas.
• David Berkowitz, o "Filho de Sam", era um assassino que buscava emoção e gostava da excitação de matar. Ele não tocou em nenhuma de suas 15 vítimas (seis das quais morreram, nove ficaram feridas), mas as seguiu e atirou nelas de longe.
A sanidade dos serial killers
Para algumas pessoas, a única maneira de explicar os assassinatos em série é dizer que os serial killers são "loucos". Alguns serial killers alegam "ser inocentes por razões de insanidade" como defesa, mas eles são todos "loucos" ou até mesmo mentalmente doentes? Segundo o Código Americano, uma defesa de insanidade significa que "no momento da execução dos atos que constituem o crime, o réu, como resultado de grave doença ou deficiência mental, não era capaz de avaliar com precisão a natureza e qualidade ou ilegalidade de seus atos. Doenças ou deficiências mentais não constituem defesa em outras circunstâncias [fonte: U.S. Code].
Basicamente, um serial killer que se declara "inocente por razões de insanidade" deve provar que não sabia diferenciar o certo do errado no momento em que matou, mas pode ser difícil provar que ele realmente não entendia que seus atos resultariam na morte das vítimas. Apenas dois serial killers obtiveram sucesso ao alegar insanidade. John Douglas, que foi chefe por muito tempo da Unidade de Apoio Investigativo do FBI, acredita que os serial killers "compreendem bem o que significa a morte, e têm o poder de matar" [fonte: JohnDouglas.com].
Alguns serial killers foram diagnosticados por psicólogos e psiquiatras como psicopatas. O termo oficial, definido pelo Manual de Diagnóstico e Padrão de Distúrbios Mentais quarta edição (DSM-IV), é distúrbio de personalidade anti-social (APD). Segundo o DSM-IV, uma pessoa com APD segue um padrão de "desprezo e violação dos direitos dos outros, que ocorre desde os 15 anos de idade". Este padrão inclui sete fatores (dos quais três devem ser atendidos para o diagnóstico), tais como "fracasso em se adaptar às normas sociais", "irritabilidade e agressividade" e "falta de remorso" [fonte: Vronsky]. Psicopatas não são loucos - eles distinguem, sim, o certo do errado. Mas este diagnóstico pode explicar seu comportamento durante os ciclos de assassinatos.

serial2Dano cerebral
Alguns pesquisadores formaram a teoria de que os serial killers têm danos cerebrais ou outras anomalias que contribuem para seus atos. Danos a áreas como o lobo frontal, o hipotálamo, e o sistema límbico podem contribuir para agressão extrema, perda de controle, perda de julgamento e violência. Henry Lee Lucas, condenado por 11 assassinatos, tinha graves danos cerebrais nessas áreas, provavelmente resultado de abuso na infância, subnutrição e alcoolismo. Arthur Shawcross, outro que matou 11 pessoas, tinha vários danos cerebrais, incluindo duas fraturas no crânio. Na prisão, sofria de dores de cabeça e desmaiava com freqüência. Bobby Joe Long, condenado por nove assassinatos, disse: "Depois que eu morrer, vão abrir minha cabeça e descobrir que como dissemos, parte do meu cérebro está preta, seca, morta" [fonte: Scott].
Como pegar um serial killer
Um serial killer continua matando até que uma das quatro coisas a seguir aconteça: ele é pego, morre, se mata, ou se cansa de matar. Obviamente, quando a polícia determina que uma corrente de assassinatos pode ser atribuída a uma pessoa, o objetivo é prendê-la o mais rápido possível. Mas como eles descobrem quem foi? E como os serial killers são pegos?
Logo depois de qualquer homicídio, investigar a cena do crime e realizar uma autópsia fazem parte da rotina da polícia para tentar resolver o crime. Quando todas as informações são coletadas, podem ser adicionadas a um banco de dados nacional, mantido pelo FBI, como parte do ViCAP (Programa de Prisão de Criminosos Violentos). Este programa pode ajudar a determinar padrões, ou assinaturas, que ligam homicídios diferentes.
Segundo o especialista em perfis do FBI John Douglas, a assinatura "é um ritual, algo que o sujeito faz intencionalmente para obter satisfação emocional - algo que não é necessário para perpetuar o crime" [fonte: JohnDouglas.com]. Alguns serial killers colocam as vítimas em certas posições, ou as deixam em determinados locais depois de matá-las. Outra assinatura pode ser um método de tortura ou mutilação. É o que o assassino faz para satisfazer suas fantasias, e pode dizer muito aos investigadores sobre sua personalidade.
Os investigadores também observam o MO, ou modus operandi, do crime. O MO mostra o que o assassino teve de fazer para cometer o crime. Isto inclui tudo, desde seduzir e encarcerar sua vítima até a maneira como ele a mata. O MO de um serial killer pode mudar com o tempo. Basicamente, ele aprende com erros passados e melhora com o tempo.
Violência nos genes?
A maioria das pessoas tem dois cromossomos sexuais, XX (mulheres) ou XY (homens). Mas algumas pessoas têm um cromossomo Y a mais, e têm a síndrome de Klinefelter. Pessoas com esta doença são geralmente homens e têm níveis de testosterona mais baixos que homens XY. Alguns pesquisadores sugeriram que homens XYY são mais agressivos e têm mais chance de serem abusivos fisicamente. Descobriu-se que Arthur Shawcross era um homem XYY. A síndrome de Klinefelter ocorre em 1 entre 500 e 1 entre 1.000 nascimentos [fonte: Palomar College]. Portanto, ao passo em que pode ser um fator, certamente não pode ser o único fator determinante da constituição de um serial killer
Traçando o perfil de um serial killer
Determinar a assinatura e o MO são aspectos usados para se traçar o perfil. A unidade de Ciências Comportamentais do FBI desenvolveu o processo de traçar perfis nos anos 70, e Ted Bundy foi um dos primeiros serial killers a ter seu perfil traçado. Estudos de psicólogos e psiquiatras e informações reunidas de assassinatos em série do passado entram na criação do perfil, juntamente com informações da cena do crime e depoimentos de testemunhas. Por exemplo, se a vítima é branca, o assassino provavelmente é branco. Se a cena do crime mostra sinais de um planejamento cuidadoso, o assassino é provavelmente inteligente e mais velho. Se a vítima foi mutilada de maneira desorganizada, o assassino é provavelmente esquizofrênico (em inglês), e esquizofrênicos são geralmente muito magros e desleixados [fonte: Vronsky].
Os perfis não são 100% exatos, mas geralmente chegam muito perto. Segundo Robert Keppell, detetive que tomou a confissão de Bundy, o perfil montado para os crimes de Bundy era perfeito, "chegando ao ponto em que previa que ele tinha um meio-irmão e ele tinha mesmo" [fonte: Bellamy].
Quando o perfil é finalizado, os investigadores conferem a lista de suspeitos e determinam qual deles provavelmente cometeu o crime e a melhor forma de capturá-lo. Alguns serial killers organizados, como Dennis Rader (o Assassino BTK), sentem a necessidade de insultar a polícia, o que às vezes leva à sua captura. Rader mandou para a polícia um disquete com meta-dados que foram rastreados e chegaram à sua igreja. Muitos serial killers, até mesmo aqueles incrivelmente organizados e metódicos, acabam dando uma escorregadela que leva à sua prisão. No caso de Jeffrey Dahmer, uma vítima escapou e levou a polícia ao apartamento de Dahmer. Algumas vítimas de John Wayne Gacy haviam trabalhado em sua construtora.
Mas nem todos os serial killers são pegos. Alguns são presos ou pegos por outros crimes, e evidências levam os investigadores aos assassinatos. Ted Bundy foi pego em uma operação de rotina da polícia no trânsito, e David Berkowitz, o "Filho de Sam", foi pego por ficar vagando na rua, e acreditava-se que era testemunha dos crimes ao invés de o assassino.
Quando condenados, a maioria dos serial killers passa o resto da vida na prisão ou é executada se a pena de morte (em inglês) existir em seu estado. Ed Gein é uma exceção. Num primeiro momento, declarado incapaz para um julgamento, Gein foi mandado para uma instituição psiquiátrica. Seu psiquiatra então determinou que ele era capaz de ir a julgamento, e o juiz o considerou inocente por razão de insanidade. Gein morreu em 1984 de deficiência cardíaca.
Muitos pesquisadores concordam que não há uma maneira de "curar" um serial killer. Alguns serial killers que passaram um tempo em instituições psiquiátricas depois de cometer os crimes ou receberam tratamento psiquiátrico foram considerados "curados" e foram libertos. Mas mataram de novo. Peter Woodcock passou 35 anos em um hospital psiquiátrico para criminosos em Ontário, no Canadá, depois de matar três crianças. Poucas horas depois de ser solto, matou um colega paciente do hospital e foi imediatamente enviado de volta à instituição.
Até sabermos mais sobre como barrar serial killers antes que comecem a matar ou melhorarmos as maneiras de capturá-los antes de continuarem seu ciclo de assassinatos, eles continuarão sendo uma realidade, assim como os assassinatos em si.
Para mais informações sobre pesquisas online e assuntos relacionados, confira os links na próxima página.
Serial Killers na cultura pop
Um dos primeiros filmes a retratar um serial killer foi o suspense de Hitchcock "Psicose" (1960), baseado no livro homônimo de Robert Bloch e inspirado no assassino de verdade Ed Gein. Gein também inspirou o "Massacre da Serra Elétrica" e a personagem Buffalo Bill em "O Silêncio dos Inocentes". O último filme também mostrou ao público como o FBI traça perfis e o sistema ViCAP. Há vários livros, romances, filmes e programas de TV sobre crimes de verdade que se dedicam ao fenômeno. Mas por que eles são tão populares? Talvez as pessoas fiquem fascinadas porque o que os serial killers fazem é extremamente horripilante. Elas gostam de sentir medo com filmes e livros sobre serial killers.
Algumas pessoas levam esse fascínio além. Até pouco tempo atrás, uma busca no eBay por "lembranças de serial killers" trazia resultados de itens pessoais de serial killers condenados, incluindo roupas, pinturas e cartas. O eBay baniu a venda destas e outras "lembranças de assassinatos" depois de protestos de grupos de defesa dos direitos das vítimas. Um website vende bonecos, calendários e cartões colecionáveis de serial killers.
SERIAL KILLERS BRASILEIROS
Alguns dos assassinos em série mais famosos do Brasil, por número de vítimas
Francisco das Chagas Rodrigues de Brito
Número de vítimas: 42
Local dos crimes: Altamira (PA) e São Luís (MA)
Período: 1989 a 2004
Marcelo Costa de Andrade – O Vampiro de Niterói
Número de vítimas: 14 ou mais
Local dos crimes: Niterói e Baixada Fluminense, Rio
Período: 1992 a 1993
Adriano da Silva – O Monstro de Passo Fundo
Número de vítimas: 12 ou mais
Local dos crimes: Rio Grande do Sul
Período: 2002 a 2004
Eudóxio Donizete Bento
Número de vítimas: 10 ou mais
Local dos crimes: Presidente Prudente (MG)
Período: 2000
José da Paz Bezerra – O Monstro do Morumbi
Número de vítimas: 10 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1970
Benedito Moreira de Carvalho – O Monstro de Guaianazes
Número de vítimas: 9 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1950 a 1953
Anestor Bezerra de Lima – O Matador de Taxistas
Número de vítimas: 9 ou mais
Local dos crimes: São Paulo e Minas Gerais
Período: 2004
Douglas Baptista – O Maníaco de Santos
Número de vítimas: 8 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1992
Wanderley Antônio dos Santos – O Mestre Cão
Número de vítimas: 7 ou mais
Local dos crimes: Rio de Janeiro
Período: 1995
Fortunato Botton Neto – O Maníaco do Trianon
Número de vítimas: 7 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1986 a 1989
Francisco de Assis Pereira – O Maníaco do Parque
Número de vítimas: 7 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1997 a 1998
Paulo Sérgio Guimarães – O Maníaco da Praia do Cassino
Número de vítimas: 7
Local dos crimes: Rio Grande do Sul
Período: 1998
Cirineu Carlos Letang – O Matador de Travestis
Número de vítimas: 6 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1992 e 1993
Osvaldo Sonego – O Tarado de Tauí
Número de vítimas: 6 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1996
Laerte Patrocínio Orpinelli – O Andarilho de Rio Claro
Número de vítimas: 6 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1996 a 1997
José Vicente Matias – Corumbá
Número de vítimas: 6 ou mais
Local dos crimes: Goiás e Maranhão
Período: 2000
André Luiz Cassimiro – O Estrangulador de Juiz de Fora
Número de vítimas: 5 ou mais
Local dos crimes: Minas Gerais
Período: 1995
Edson Isidoro Guimarães – O Enfermeiro da Morte
Número de vítimas: 5 ou mais
Local dos crimes: Rio de Janeiro
Período: 1999
João Acácio Pereira da Costa
Número de vítimas: 4 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: década de 1960
José Augusto do Amaral – O Preto do Amaral
Número de vítimas: 3 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1926
Febrônio Índio do Brasil – O Filho da Luz
Número de vítimas: 2 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1927
Francisco Costa Rocha – Chico Picadinho
Número de vítimas: 2
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1996 e 1976

Fonte: http://pessoas.hsw.uol.com.br/serial-killer.htm
           http://revistaepoca.globo.com

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Recent Posts

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Marcadores

Postagens mais visitadas

+ procurados

Apple anunciou nesta terça-feira que mais de 3 bilhões de downloads Buscas pelo Air France 447 assumem nova estratégia Entidades se unem em Ubatuba para comemorar o Dia do Meio Ambiente Bloqueio de números de telefone Carros do Google Street View chegam a SP e RJ Esqueleto-robô dá força sobre-humana a soldados Bitucas de Cigarro viram Adubo Como fazer um gerador de energia solar Aplicativo de iPhone funciona como antiacne celular descartavel carros híbridos mais eficientes blackberry Melhores aplicativos empresas mais lembradas pelas pessoas Impressora que não precisa de tinta ou papel fixo para fixo gratis 5 minutos e o fim dos shoppings center Lentes de contato de células-tronco curam cegueira com menos de 2 horas no hospital Coisas que você não sabia do seu corpo Como é feito o plástico estes alimentos podem prolongar sua vida MP3 Player Philips Activia mantém ritmo de corrida 1 bilhão de aplicações Hacker ensina a desbloquear o PS3 Windows e processador Atom fazem robô andar iPad de 16 GB custará US$ 499 Lenovo anuncia smartbook com Snapdragon Fumaça Colorida Google lança celular Nexus One Rival Palm do iPhone recebe avaliações positivas Superbot: O Transformer da vida real mande um torpedo gratis Samsung também aposta no Atom N450 melhores celulares do mundo Invenções malucas TeleJogo - O primeiro vide-game Brasileiro MP3 players dirigir com a sua língua: Mimi Switch animais utilizados na guerra Óculos para esqui vêm com câmera de 5 MP embutida Apple anunciou nesta terça-feira que animal deaths FEBRE AMARELA Lista dos Famosos Inventores fatos cientificos Quem inventou o papel grindhouse gueera 1º Video Game do Mundo Charadas Matemáticas O lançador de granadas XM-25 vida sintética até o final de 2010 jãpão já está à venda seu pé é o melhor tenis o smartphone do Google peliculas de guerra exploração Bots SAUDE dicas orange a laranja irritante perguntas mais difíceis de responder Envie torpedos de graça Guia de Herpetofauna Medidas para controlar o mau hálito Nexus One laguerra piramide alimentar (food pyramid) um chupão pode te paralisar Primeiro homem curado da AIDS Sandália de papelão marte água LICENÇA DE PESCA Motorola Xoom Novo Signo Descobertogueera motorola atrix super-8 um chupão po Evite ser traido programas do governo rec6 tatuagens 3D tratamento calvice carteira de motorista gratis tutorial